X Contos Eroticos » Fantasias » Minha esposa sendo fodida o sábado todo

Minha esposa sendo fodida o sábado todo

  • 10 de fevereiro de 2019
  • 864 views

olá pessoal, vamos a mais uma safadeza das grandes da minha esposa…gostamos muito de sair pela cidade e ela sempre provocando, usando uma blusa de botão semi transparente, com dois botões abertos e sem sutian, de modo que a qualquer movimento seus seios quase pulam para fora da blusa, e uma saia de um palmo e meio de cumprimento, ou seja, nem muito longa e nem muito curta, que sempre deixa os machos doidos, esperando algum vacilo dela para ver algo mais, mas sempre sem calcinha, que segundo ela é para facilitar para os machos a foderem.

E esse dia não foi diferente, como era um fim de semana, resolvemos andar pela cidade desde cedo, pois ela queria foder muito, então nos dirigimos a uma feirinha que acontece aos sábados em um bairro aqui, alí vão todos os tipos de pessoas, da classe A até classe E, e queríamos começar a sacanagem cedo. Nos dirigimos para a parte das barracas de bebidas, nos acomodamos em uma mesa e ficamos observando o movimento, tinha bastante macho já tomando cerveja e cachaça aquele horário, eram apenas 9 da manhã, e essa parte da feira estava lotada, com mesas ocupadas por homens sozinhos, casais e até umas com algumas garotas de programa, que percebemos em uma mesa ao lado da nossa, pois ouvíamos a conversa e deu para escutar os dois combinando o programa. Estávamos observando os

machos nas mesas, tomando cerveja e olhando quem poderia fuder minha esposa legal, apesar de ela não ter preferência, basta a rola estar dura que ela fode com o cara. Em uma mesa um pouco mais afastada ví tres rapazes bebendo, e mexendo com algumas mulheres,pensei, aqueles ali são muito safados, eu geralmente não erro, mostrei os caras para ela e disse para que ela se levantasse e passasse perto da mesa deles, pois eles mexiam com todas as mulheres que passavam sem se importar se estava acompanhada ou não (geralmente isso acaba em confusão né?). E assim ela fez, quando passou perto o cara mexeu com ela, que apenas olhou, como fazem a maioria das mulheres, depois ela voltou e eles tornaram a mexer com a minha esposa. Ela se sentou e falou que eles eram bem safados mesmo, que falaram um monte de sacanagem em pouquíssimo tempo. Então falei com ela, vai e provoca esses caras. E como estava calor, minha esposa olhou para eles e abriu mais um botão da blusa, ficando com os seios quase que totalmente expostos alí, eles foram a loucura, nesse momento minha esposa fez sinal para eles, que se levantaram logo e vieram se assentar com a gente. Feita as as apresentações, minha esposa se sentou entre dois deles, e ficamos conversando, e nesse meio tempo, as mãos deles já começaram a alisar as coxas dela por debaixo da mesa, quando o mais ousado viu que ela estava sem calcinha pirou, e me perguntou se eu era marido dela mesmo, eu disse que sim, que adorava aquilo. Mas em outra mesa, outrs dois caras já estavam ligados no que estava acontecendo, e não tirava os olhos da gente, observando as nossas safadezas que começava ali. Então chamei os caras para sair dali, e eles me disseram que moravam alí perto, e que poderíamos ir a pé mesmo. Então saímos, minha esposa abraçada com dois e eu conversando com o terceiro, e os outros dois da mesa em frente tambem se levantaram, entramos em uma rua lateral, e chegamos a um lote, cheio de barracos, e entramos em um deles com os rapazes, assim que fecharam a porta do barraco, eles já foram tirando as rolas para fora e mandando ela chupar, minha esposa se ajoelhou e começou o boquete neles, um deles passou por tras dela, fez ela ficar de quatro e começa a enfiar o dedo na buceta dela, e na sequência enfia o pau na buceta da minha biscatinha, nesse momento, os outros dois que nos seguiram batem a porta e dizem que sabiam o que estava ocorrendo e queriam participar tambem. Eu mesmo abro a porta do barraco e os deixo entrar, olham para me e me agradecem dizendo valeu corno. Nesse momento já eram cinco homens para ela. Os dois se juntaram aos outro e começaram usar minha esposa. Enquanto um fodia sua boceta ela chupava os outros quatro, em seguida começaram a revezar, cada um a fodia um pouco e dava lugar para o outro. Depois de revezarem em sua buceta começaram a explorar o cuzinho dela. O que se seguiu foram várias dp’s e ela chupando mais um e punhetando os outros dois. Minha esposa dava conta dos cinco, essa meteção já durava uns quarenta minutos quando o primeiro gozou na boca dela. Outro tomava o lugar e todos a fodiam até que gozaram todos uma vez, mas cada um que gozava, outro já recuperado tomava o lugar e assim ela seguiu se do fodida a manhã toda. Por volta de meio dia, deram um descanso a ela, que estava moida de tanto ser fodida. Uma hora depois, após fazermos umas caipirinhas, eles voltaram a carga em minha esposa. Recomeçaram a fodê-la iniciando com novos boquetes e rapidinho recomeçaram a meter a rola nela, e os cinco estavam fodendo quando o celular de um deles toca e ele atende e chama quem ligou para se juntar a eles, em alguns minutos batem a porta e ele fala” vai lá abrir corno”, quando abro a porta tem mais tres caras, tres negros que entraram numa sede danada e se juntaram aos outros cinco, minha esposa adorou e disse que dava conta deles tambem. Ficaram fodendo ela a tarde inteira. No final eles a deixaram toda detonada, esporrada por todo o corpo. Não deixei que ela tomasse banho e fomos andando, ela com as roupas toda bagunçada, descabelada, toda cheia de chupões, com porra deles escorrendo de seus buracos e quem via sabia que ela foi fodida por varios caras, uns a chamavam de putinha e eu escutei alguem falando “la vai o corno e a puta”. Ao chegarmos no carro, dei uma chupada nos peitos dela e fomos para casa, ai foi minha vez de fazer a festa, chupei a bucetinha e o cu dela cheio de leitinho deles e não desperdicei nada. Após alguns dias retornamos aquele barraco e fizemos nova farra, agora marcamos uma nova festinha só que com mais de dez homens dessa vez. Valeu galera.

Contos relacionados

Comentários

© 2019 - X Contos Eroticos