Conto gay – Pagando o Mototaxi com o meu cuzinho

Vim do interior para capital e confesso que estou amando tudo, apesar que aqui em Campo Grande é uma capital meio interior, mesmo assim tem muita coisa boa inclusive umas baladinhas que me encanta.

Sou Renan, tenho 18 anos, magro, moreno, 1. 70 de altura, cabelo preto e olhos castanhos, não sou um ator de malhação rsrsrsr mas sou pegavel.

Como disse adoro as baladas daqui e o fato narrado aconteceu na saída de uma delas.
Leia Mais

Conto Gay – O Meu primeiro boquete

Nem acredito que estou contando isso e que realmente uma coisa dessas poderia acontecer comigo, sempre gostei de mulher e acho que até hoje ainda gosto mas o que vou contar aqui acabou mexendo com minha masculinidade, nunca tive dúvidas das minhas opções sexuais mas agora estou pensando quê posso estar duvidando até dos meus desejos, espero que isso passe logo, porque estou envergonhado de mim mesmo, mas mesmo assim eu preciso desabafar aqui pois não consigo mais pensar em outra coisa, vamos começar pelo fato da minha mudança de vida, fui bancário durante 15 anos e acabei fazendo uma demissão voluntária e acabei me arrependendo mas não tinha volta e fui parar numa firma de representações comerciais de um parente meu, foi a única oportunidade que me apareceu então comecei a viajar com frequência tenho quatro regiões uma semana em cada parte do Estado que não vou revelar aqui por quê estou como disse muito envergonhado, tenho 42 anos e sou casado como a mulher muito gostosa nosso sexo é razoável e temos dois filhos então nunca tive dúvidas sobre minhas opções como disse, até o que aconteceu comigo alguns meses atrás.

Leia Mais

Fui putinha safada do meu vizinho

Bom tinha um casal de amigos,o André e a Tânia que moravam próximo da minha casa,sempre que eles saiam a noite pediam pra mim ficar na casa ,até eles voltarem, sempre ficava assistindo filmes.O André sempre que bebia,ficava muito “carinhoso’ comigo ,me abraçava ,me apertava,me beijava no rosto,eu sempre dava um jeito de fugir dele.Até q uma noite ele voltou primeiro que a Tânia,tinha vindo de carona de moto,disse que ela logo chegaria,eu já fui saindo pra ir pra minha casa,quando ele começou a me “agradecer ” e bolinar me abraçava ,apertava,beijava,aquele homem maior que eu,com as mãos

Leia Mais