Como virei putinha fogosa a pedido do marido

Sou casada a 5 anos, tenho um excelente relacionamento com meu marido, sempre fui bem saidinha antes de casar, aprontei um monte, mas depois, do casamento me tornei toda certinha e dedicada ao maridão.

Certo dia estávamos transando e vendo um filme pornô, quando apareceu dois caras dotados fazendo um sanduiche em uma mulher, meu marido olhou e me disse, olha que cena linda, falei que realmente era lega, nesta hora ele enfiou o dedo em meu cuzinho enquanto metia em minha bucetinha e falou, faz de conta que você é a garota do sanduiche. Nosso tesão

foi a 1000, vi seu pau ficar mais duro em minha bucetinha, na empolgação falei para ele que já havia feito antes com dois amigos. Nesta hora o mundo parou, ele me olhou e perguntou se estava falando sério, se sim era para contar a ele. Falei que sim, um dia sai da faculdade com dois amigos fomos a casa de um deles para alinhar um trabalho, bebemos e transei com os dois, e fiz uma dp. Meu marido gozou em 5 minutos, d e tanto tesão.

Passaram algum tempo , e sempre durante a transa ele queria saber como eu transava com outros caras, até o dia que me pediu para ser corno. Achei super estranho, o primeiro pensamento é, meu marido tem outra, não me ama mais, não estou gostosa, quem passou por isso sabe que estou dizendo, mas hoje posso garantir é que seu marido te ama muito se pedir isso, sem nada em troca.

Pois bem, fui alimentando a idéia e sempre colocando meus ex na nossa cama falando para meu marido. Certo dia, estava com um tesão enorme, peguei um brinquedo meu e fui me masturbar, meu marido chegou ataquei ele, sentei no seu pau e falei, quer ser corno, tá decidido, por que eu fiquei pensando e me deu uma saudades de quando era solteira, mas tem uma coisa se eu gostar de ser puta novamente vai ter que aceitar e ser corno manso, sem pensar meu marido falou aceito, é o que eu quero! Transamos e gozei muito neste dia, e estava decidida a fazer meu marido corno, o tesão estava em mim, a situação, imaginar outro me pegando novamente, entrei na brincadeira e decidi apimentar nossa relação.

Corri para o facebook procurar contatos antigos, e achei dois, um era Gustavo, transei com ele na época de faculdade, outro era Roger, amigo que sempre quis me comer, mas nunca dava certo. Mandei convite aos dois e Gustavo foi o primeiro a aceitar.

Chamei ele no bate papo, estava casado, e fui dando indiretas, e começando a me oferecer, afinal queria o pau dele novamente, tinha que ser oferecida como na época de faculdade. Logo Gustavo entendeu e marcamos de sair.

Falei ao meu marido, quem era o Gustavo, foi um cara que transei uma vez no banheiro da faculdade, e outra no sofá de minha casa, era um cara bem dotado e gostava de me humilhar quando me comia, meu marido adorou a idéia, afinal queria me ver puta e eu estava gostando do jogo.

Marquei de encontrar Gustavo em um restaurante, jantamos e falamos muita bobeira, já estava com o vinho alto na minha cabeça, quando entramos no carro para ir embora, nos agarramos, Gustavo me pegou pelo cabelo e falou chupa, aqui no carro, no estacionamento mesmo, atendi sua solicitação, ele fodia minha boca e me segurava pelo cabelo, foi quando senti ele esguinchar porra na minha boca. Confesso que não gosto que goze na minha boca, mas naquela hora ele me segurando me prendendo, acbaei tomando porra sem querer.

Saimos do estacionamento e ele foi me levar embora, achei que iriamos ao motel, mas ele estacionou na frente de minha casa, fui me despedir quando sai do carro ele me pegou me encostou no carro, levantou meu vestido e enfiou seu pau com tudo, estávamos na frente de minha casa, noite, que loucura, ele me falava, não queria ser puta, tá dando a buceta na frente de sua casa, teu corno tá te esperando ali, e você vai voltar com a boca e buceta cheia de porra, ele me segurava com tanta força e socada que fiquei toda roxa com marcas de seus dedos depois, só senti ele gemer alto e soltar esperma em minha buceta.

Me recompus rápido estava com medo de algum vizinho ver, dei tchau e entrei meu marido estava ansioso, tirei a calcinha e ele viu a porra escorrer, falei que era fresquinha, que tinha acabado de tirar do pau de Gustavo, ele se ajoelhou e bebeu tudo a porra do Gustavo, nem acreditava que ele gostava, e que faria aquilo, mas como bom corno me deixou limpinha. Transamos e contei tudo, que Gustavo mais uma vez me usou, e me tratou como puta, que amei toda a situação.

Os dias passaram e reparei que meu marido mudou de nota 10 para 1000, que ele realmente gostou de ser corno e me amava mais, fazia questão de demostrar.

Desta vez corri atrás de Roger, parecia uma vadia procurando pinto, Roger me respondeu, conversamos e marcamos um café, na hora de ir embora, Roger me levou a sua casa, transei com ele, com direito a dar o meu cuzinho, que até então meu marido não havia comido.

Voltei para casa e ganhei um anel de diamante no dia seguinte de presente e felicidade de meu marido. Meu casamento havia mudado, nossa relação melhorou, su incorporei a puta e ele o corno manso, até que um dia chamei o Gustavo na minha casa e meu marido ficou escondido assistindo, meu marido não acreditou o que viu, Gustavo me dava tapas na bunda de ficar a marca dos dedos, socava fundo seu pau na minha garganta, fazia eu beber porra e eu obedecia, quando Gustavo foi embora meu marido estava todo gozado de bater punheta.

Perguntou por que eu bebia porra do Gustavo e não gostava da dele, falei que não gostava de nenhum, mas o Gustavo me tratava como puta, e não tinha reação com ele só deixava ele fazer o que queria comigo.

Certo dia, coloquei uma roupa bem provocante e fui ao shopping sozinha, quando uma cara me flertou, cedi, deixei rolar, o cara chegou junto era bonito, cheiroso, acabei no motel com ele naquela tarde, depois contei a meu marido que ficou surpreso, que eu tinha virado muito puta, como falei antes estava gostando da situação e ele deveria aceitar foi ele que pediu.

Bom este cara do Shopping se chama Luciano, virou meu amante, bonito, gotoso, e fode bem, ainda tem um amigo que brincamos juntos as vezes, sempre levo porra para meu marido, amo ser puta dele, ele me ama, e faz questão de comprar roupas ousadas para eu usar, aceitei ser puta e não me arrependo, afinal quem não quer ter um marido corno manso!

Uma resposta para “Como virei putinha fogosa a pedido do marido”

  1. Sou casado bisexual a algum tempo minha esposa por questões de saúde não tem mais me correspondido na cama, e como sempre tivemos um apetite sexual muito ativo e aberto, tenho buscado prazeres fora do casamento com outros casais compatível com a minha idade, 65 anos, caso algum casal se interessar entre em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *