X Contos Eroticos » Fetiches » A gordinha safada do Badoo

A gordinha safada do Badoo

  • 6 de março de 2019
  • 763 views

Essa história aconteceu na cidade de Vitória-ES, em 2014 por ai, eu tinha 28 anos!

disksexo

Estudava em uma faculdade na cidade de Serra, e levava meu notebook para aula, na faculdade vi uns caras comentando na mesa ao lado na biblioteca, sobre um app chamado Badoo, que era foda certa.

Entrei…

Cadastrei tudo, fotos comecei a caçada!

Um monte de coroa linda, do jeito que eu gosto.

Então vi a Sandra uma mulher com um sorriso lindo, chamei minha primeira conversa!

Para minha surpresa ela respondeu antes de eu entrar para aula. Ela disse que estaria na faculdade também e ficamos ali trocando conversas perguntei onde era ela disse em Vitória, ofereci uma carona cheia de segundas intenções.

Sandra aceitou de cara podemos sair tomar alguma coisa.

Eu: Claro, se não se importar não bebo bebida alcoólica.

Sandra: Ai que ótimo odeio cheiro de bebidas.

Peguei o telefone, pois ainda não tínhamos smartphone, e fui com a cara e a coragem confiando que aquela coroa do sorriso lindo, não seria um homem ou assalto.

Cheguei meio atrasado na faculdade dela, pois tinha deixado alguns amigos em casa.

Chegando lá tudo apagado já só ela na ponto de ônibus.

Morena, 45 anos, Baixinha 1,50, cabelos curtos e castanhos, de óculos, vestidão até os pés, uma cintura fina com um rabão enorme na hora que ela se aproximou do carro fiquei doido, minha fantasia de comer uma gordinha enfim chegou, ela veio andando e aquela bunda mexia muito.

Oi Sandra?

Sim sou eu prazer e deu um sorriso lindo!

EU: Quanto tempos temos?

Sandra: tenho que chegar cedo em casa pois tenho um filho de 10 anos.

Aquilo me quebrou, pensei vou ter uma rapidinho em um motel.

Mais fomos a uma pizzaria próxima, ali em Maruipe, tomamos comemos e bebemos um suco, tentei beija-la várias vezes ela é linda demais aquela boca ficava doido.

Sandra: Você só vai me beijar depois do 5º encontro!

Sandra se levantou e foi ao banheiro, demorou pra caramba achei que tinha fugido!

Eu: Putz falei rindo, sério mesmo?

Ela balanço a cabeça que sim, fui pagar a conta e ela ficou na porta da pizzaria eu fiquei olhando aquela bunda enorme sem saber quando tocar nela!

Entramos no carro, ela me olhou e sorriu!

Sandra: Esse vidro do seu carro da pra ver nada dentro né?

Eu: Dá se a gente estiver de baixo de uma forte luz!

Sandra: Você deve comer várias novinhas aqui dentro né?

Respondi sorrindo: Só depois do 5º encontro…rs

Para minha surpresa ela sorriu e me deu um beijo quente, molhado, que boca segurando minha nuca e a outra mão na minha, parecia meio que me segurando para não avançar com ela. E disse o 5º encontro começou…rs

Dei a partida no carro e falei quer sair daqui?

Sandra: Claro, para minha casa!

Eu: E seu filho?

Sandra: está lá, mais falei para minha casa eu vou e você para sua!

Nossa outro balde de água fria, chegando na casa dela, parei o carro na porta ficamos dentro demos mais uns beijos, ela enfim pegou no meu pau por cima da calça depois de muito custo. E falou vamos ficar aqui na escada na garagem, pois aqui é meio perigoso.

Saímos do carro e ficamos ali na garagem ela colocou o seu material na escada e ficamos ali em pé se beijando.

deveria ter meses que não beijava ninguém que fome ela estava.

Ela bem menor que tinha que me abaixar para encostar meu pau na sua bucetinha, ficamos não sei quanto tempo se esfregando deliciosamente.

Então resolvi avançar um pouco. Comecei a tirar os peitos dela pra fora para chupar, caralho que peitão da porra, mau cabia na minha mão muito grande.

Ela se contorcia toda se esfregando em mim, comecei a estimular mais, passando a mão por cima do vestido na sua buceta, quente estava ali ela gemendo.

Comecei a levantar o vestidão dela com uma mão e a outra enfiando na bunda dela que estava sem calcinha, a safada deve ter tirado lá na pizzaria.

Quando enfiei a mão ela tava escorrendo pelas pernas gordas, quase não dava pra chegar até a buceta dela, muito gordinha as pernas ela se contorcia toda na minha mão! Gemendo baixinho se encostou de costas para mim,com aquele rabão no meu colo, pois estava meio abaixado para caber nela ali e com a outra mão passava na bucetona cabeluda dela.

Ela rebolando rebolando deu um gemido alto ajeitou o cabelo e tirou meu pau pra fora, e cai de boca, caralho que fome a dela chupava chupava, parecia que tinha um sorvete de nutella com banana nas suas mãos.

Então eu vi uma escada mais escondida perto ao nosso lado e fomos pra lá tinha apenas 3 degraus, o bastante, ela ficou sentada em cima e eu abaixo deu a altura certinha para eu ficar de joelhos e enfiar nela.

Logo ela continuou chupando chupando, segurei ela pelo cabelo (nuca) e comecei a fuder a boca dela com força!

Ela babando e passando a língua nas minhas bolas fiquei doidos

Quando ela me puxou e começou a me beijar toda babada, e fui me encaixando ali no meio das pernas delas, e chegando mais perto mais até que ela se abriu toda, para eu me aproximar, passei a cabeça na porta tava muito molhada fiquei ali beijando e passando na portinha!

A gente cheio de tesão ela agarrou minha bunda e empurrou meu pau pra dentro, sem pensar em nada comecei a bombar ela abraçada comigo gemendo no meu ouvido, quietinha como quem só queria aproveitar o momento ali submissa a minha vontade.

Quando dei por mim estava ali aquela buceta quente, que as gordinhas parecem ter mais que as magrinhas, no pelo, pele na pele, pensei vou esquentar mais essa foda.

Comecei a pergunta se tava gostando ela só balança a cabeça que sim, chamava ela de puta, safada.

Agora na hora que perguntei tem tempo que vc não dava essa buceta ela me olhou como quem pedia uma ajuda e me beijou e logo falou te anos que não faço nada.

Olhei pra ela beijei ela de forma quente e forte.

Quando abracei ela de novo, falei hoje é o dia da faxina, vou comer todos os seus buraquinhos, ela deu uma respirada e falou acaba comigo, preciso relaxar….rs

Disse vai ser um prazer.

Logo estava com aqueles dois peitões na minha boca, eu sem camisa todo suado, pingando na verdade fazia calor aquela noite.

Falei com ela

Sandra fica de 4 quero te comer gostoso feito uma cadela no cio, ela pegou a sandália e colocou de baixo dos joelhos e virou aquela rabão para mim!

EU ABAIXO DA ESCADA, DE 3 DEGRAUS. Comecei a levantar aquele vestidão, caralho que visão, uma bucetona gordinha, peludinha, toda melada já com minhas bombadas, aquele cuzinho pregueadinho todo ali para mim.

Abri bem aquelas duas partes grandes de carnes, e comecei a chupar aquela suco que estava saindo daquela carne, nem precisava de lubrificante para nada ali!

Fiquei alisando, lambendo, chupando, quando comecei a colocar um dedo na bucetinha, depois dois, três então ela falou ai mete a mão toda me olhando por cima dos ombros, eu sem dificuldades enfiei bem devagar com medo de machucar ela, entrou até a metade da mão ela falou fecha a mão que cabe tudo, fiz e minha mão entrou toda, fiquei apavorado, pois não tinha tido uma experiencia assim, que loucura, quando tirei veio um pouco de sangue a meu punho, ela gemia alto e ao mesmo tempo tampava a boca pois tinha vizinhos ali e a gente na garagem.

Eu tava doido pra comer aquele cuzinho lindo aquele rabão me deixou com muito tesão SOU DOIDO EM GORDINHAS!

Falei com ela vou comer esse cuzinho e encher ele de porra!

Sandra: Não por favor, goza fora, goza na minha boca!

Tudo bem adoro gozar numa boca gulosa.

Enfiei meu pau naquela buceta agora toda arrombada com minha mão afim de lubrificar o garoto.

Enfiei ela gemia e pedia pra socar fundo, soquei bem gostoso, quase gozei la dentro, de tão quente aquela gruta.

Então dei uma lambida no cuzinho dela, e comecei a meter ela deu um pulinho pra frente, fugindo e eu segurando sua rabeta grande e empurrando meu pau ao mesmo tempo!

Depois que entrou a cabeça foi muito mais fácil, tenho uma pica de 20cm, porém ela tem uma cabeça muito grande em ralação ao corpo que é fino, estilo cogumelo, assim ela estava muito molhada e o cuzinho entrou bem fácil, quando eu ia enfiando quando cheguei no talo na pica que minhas bolas encostaram na bucetona dela, ela começou a rebolar e empurrar para trás parecia querer mais.

Então comecei a da umas estocadas de leve, ela segurando minha bunda e empurrando tipo pedindo mais, me fez aumentar o ritmo das estocadas, que delicia de cu macio eu falava no ouvido dela, pareciamos dois cachorros de rua se enroscando, quanto mais enfiava mais gostoso fica.

ela gemendo e ” Vai mete nessa puta, rasga o meu cuzinho”

” Come essa puta vai me rasga vai”

Eu sem pensar em nada socava mai forte até que começou fazer barulho de poff poff, ai parei senão ia acordar o filho dela.

Continuamos ali fodendo ela feito uma cadelinha no cio e eu um cachorro desesperado com uma pedaço de carne na mão e que pedaço delicioso.

Soquei e falei “Vou gozaaaaar”

Sandra: Vai enche o cu de puta de porra enche, vai sem pena, soca que eu vou gozar também..

Quando sentir comecei a gozar enchendo aquela gruta de porra, nossa que delicia sentir meu pau latejando ali dentro, ela de 4 rebolando meio que aproveitando ainda os segundos que a pica estava dura e inchada…rs

fui deitando sobre ela de 4 como ela é bem menor que eu consegui beijar aquela boca deliciosa enquanto meu pau ia aos poucos ficando mole e saindo da grutinha dela.

Nossa que delicia de foder aquela bunda deliciosa, quando a pica escorregou saindo ela deu um gemido “ahhh” e deu uma mordida no lábios inferior que delicia de cena.

Ela se levantou e eu tbm, começamos a nos beijar de pé e ela encostou a cabeça no meio peito e ficamos ali abraçados, ela parecia está realizada e eu nem se fala, depois de 3 semanas sem comer ninguém, só trabalhando.

Ela me olhou e disse: Vou te ver de novo?

Eu: Claro, não quero te perder agora!

Realmente não dava pra ficar perder uma mulher daquele nível, então ela foi se recuperando ali deitada no meio peito.

Sandra: Agora tenho que ir, tem alguma coisa escorrendo nas minhas pernas… e sorriu.

Eu: Tudo bem, podemos nos ver sempre que quiser!

E fomos andando para o portão, ela abriu eu sai e ela ficou me olhando como quem diz fica mais.

Fui entrando no carro ela sorriu e fechou o porto.

Cheguei em casa mandei um sms dizendo:” Amei beijar sua boca linda e olhar nos seus olhos e ver que você é real!”

Sandra respondeu: Menino tenho que confessar estou apaixonada por você!

Respondi com uma: “:o nem me fale isso, que você não me sai da cabeça agora”

Sandra: Boa noite, gatinho agora preciso tomar um banho e dormir estou molinha!

Respondi: Boa noite linda quero te ver amanhã novamente.

Se tiver alguma gordinha que adoro, manda mensagem [email protected]!

Contos relacionados

Comentários

© 2019 - X Contos Eroticos