X Contos Eroticos » Corno » Sendo corno dentro da minha casa

Sendo corno dentro da minha casa

  • 25 de dezembro de 2018
  • 539 views

Minha namorada tinha vinte e cinco anos e Eu tinha vinte e seis. Na época conheci Ela através de uma rádio que tinha programa de namoro. Eu tinha perdido minha mãe há pouco tempo, morava sozinho e estava co depressão e o que me ajudava muito era meu trabalho que distraia um pouco e me tirava da solidão.


Então comecei a namorar essa menina que era bem magrinha e tinha um jeito angelical. Nossa Ela era maravilhosa e dávamos muito certo: saíamos muito, passeávamos muito, ia muito na sua casa e acabei conhecendo toda sua família e por isso me tornei muito próximo de todos. Na mesma semana que começamos a namorar minha depressão foi pro beleleu e assim pude desfrutar mais da vida com dignidade. Namoro tranquilo, sem brigas e sem ciumes, pois tínhamos confiança um no outro. Um dia chegando em casa Ela estava me esperando na porta toda molhada e disse que queria fazer uma surpresa, porém estava chovendo muito e Ela ficou toda molhada; depois disso fiquei com dó Dela e tirei um cópia da chave do portão principal e da casa e deixei com Ela para a cena não acontecer novamente.

Ela aceitou e sempre dizia que me amava muito e queria casar comigo. Um tempo depois uma vizinha que era muito minha amiga me disse que toda sexta-feira Ela entrava na minha casa com um homem e por ali ficava por muito tempo. na hora achei estranho, mas a fonte era confiável, então resolvi investigar. Como Eu tinha muitas folgas para tirar na empresa, resolvi faltar naquela sexta feira. Minha casa era bem grande e resolvi esconder-me debaixo da cama que era enorme e Ela não perceberia. Fiquei olhando pelo buraco da janela no horário que a vizinha me disse e quando percebi que Ela estava entrando corri pra debaixo da cama. Ela entrou juntamente com seu amante, fechou a porta foi até a cozinha e retornou em direção a sala quando o amante começou a beijá-la, então Eles sentaram no sofá e começaram a namorar. Detalhe é que eu deixava a cortina do quarto fechada e o quarto ficava penumbre (escuro) e na posição que Eu estava debaixo da cama dava para ver tudo que acontecia na sala, sem Eles me verem, pois a colcha que cobria a cama era longa e cobria quase tudo. Ele retirou sua blusa e começou a chupar os seios Dela que eram médios pra grande, Ela era uma morena espetacular. Confesso que na hora que i Ele mamando nos seios Dela meu pau ficou duro, talvez seja extinto de macho. Passado mais algum tempo Ela retirou sua calça ficando completamente nua e em seguida tirou a camisa e a calça Dele. Na hora quando vi o tamanho do pau Dele confesso que assustei em relação ao meu, era três vezes maior e mais grosso. Na hora imaginei comigo então é por isso que Ela me trai, pois gosta de pau grande (afinal quase todas mulheres, gays gostam de homens pauzudos não é). A própria vida me ensinou como é ser desvalorizado por ter um pau pequeno, de certa forma é humilhante, afinal prazer não se discute. Depois que Eles estavam nús Ele ajoelhou no chão e Ela sentada no sofá colocou as pernas pra cima e Ele chupou o grelo Dela com muita vontade, tirando suspiro Dela, depois pois o cassetão na boca Dela e fez Ela mamar gostoso. Mais adiante Ele colocou Ela de quatro em cima do sofá e mandou a pistola enorme no cuzinho Dela, fazendo Ela gemer e depois virou Ela de frente pra Ele e comeu a buceta Dela, batendo aquele sacão branco na bunda Dela. Depois de meter bastante Ele perguntou Ela porque que traia seu namorado… Ela em tom irônico disse que gostava do namorado, porém o pau era pequeno e não satisfazia Ela totalmente, por isso traia Ele com homens que tivesse pau grande e depois ficaram mais um tempo e foram embora. Fiquei com aquela angustia profunda por saber que não sou homem para satisfazer sexualmente uma mulher, fiquei muito triste e durante o final de semana disse a Ela que não poderia encontrá-la, pois tinha que trabalhar, mas na verdade fiquei pensando a semana toda o que fazer e conclui que: se Ela pensa assim é um direito Dela e não caberia a mim questioná-la, também não iria ofendê-la fisicamente e moralmente e que a melhor coisa a se fazer é terminar tudo e sem Ela saber que Eu sabia de tudo. Na verdade Ela usou meus sentimentos, minha casa, mas fazer o que! Vamos parti pra outra e assim fiz… Deixem seu comentários dizendo se fossem Voçês fariam o que? E também analisando o tamanho do meu pau dizendo se satisfaz uma mulher, ok! Grato pela atenção…

Contos relacionados

Comentários

© 2019 - X Contos Eroticos