X Contos Eroticos » Traição » Ser Corno e Prazer Imenso

Ser Corno e Prazer Imenso

  • 7 de maio de 2020
  • 3496 views

Hoje eu vou contar como foi que eu comecei a sentir prazer em ser corno…Não estranhem pois estou dizendo a verdade vamos aos fatos reais.

disksexo

-Sou casado tenho 37 anos sou negro com 1,82 um pau de 19 cm cheio de veias, cabelos curtos não sou muito malhado, mas mantenho minha forma física. Adoro sexo eu e minha mulher nos damos muito bem na cama sem frescuras ela tem 33 anos, é baixinha, dona de uma bunda maravilhosa, redonda e dura, seios pequenos e duros, pernas torneadas, adora vestir roupas que lhe deixam bem tesuda.

Eu trabalho como segurança em uma empresa de valores, minha escala de trabalho 24 horas e folgo 36 então noite sim noite não estou em casa.

Minha esposa trabalha fora também em um escritório de advocacia. Eu sempre em dias de folga vou busca-la no trabalho, mas eu comecei a perceber que minha esposa estava mais safada que o habitual, algumas vezes sempre tomava a iniciativa coisa que antes não acontecia.

-Claro que eu não negava sexo, …mas

Ela sempre queria sexo quase todos os dia, até quando eu chegava em casa depois de trabalhar 24 horas e ainda passar a noite acordado estava cansado e não tinha como pois estava indisposto, pois precisava dormir para recuperar minhas energias, afinal trabalhar com armamento causa stress e tensão.

Pois bem ai começou os problemas Eliana não conseguia me entender e acabava ficando brava, depois de um 1 ou 2 dias acabávamos nos reconciliando.

Isto o tempo foi passando eu fui percebendo ela um pouco diferente em seu jeito de agir, apenas observava até que aconteceu um fato surpreendente que marcou minha vida.

No mês de maio uma semana após o feriado do dia do trabalhador, eu como de costume sai por volta de 18:00 h para ir trabalhar e só retornaria no dia seguinte pela manhã.

Ocorre que ao chegar no meu trabalho meu chefe me falou que tinha me ligado para

Perguntar se eu poderia trocar a escala de trabalho com a de um colega, pois ele iria precisar para resolver assuntos pendente na justiça, realmente peguei celular havia ligação perdida sendo assim só iria trabalhar no dia seguinte.

Concordei e naquela noite de sábado eu voltei para casa. Achei que minha esposa iria gostar assim poderíamos sair para comer uma pizza, mas que nada a safada já tinha seus planos e eu como idiota não estava entre seus planos.

Retornei para casa, moramos em um prédio de dois andares, moramos no primeiro andar eu sabia que tinha vizinhos novos mudou recente, mas eu não conhecia.

Assim eu subi as escadas quando me aproximei da minha casa eu escutei vozes entre duas pessoas.

Minha esposa e um homem eu demorei para perceber do que se tratava até que parei para ouvi a conversa dava para ouvir perfeitamente pois ali próximo tinha pequeno um corredor que tinha pequena janela de ventilação que dava acesso a sala da minha casa.

Minha cabeça mil pensamentos foi aí que comecei a perceber de verdade do que se tratava. Fiquei estático sem reação alguma quando ouvi minha esposa e o vizinho recém chegado conversando intimamente.

Tentei me aproximar pois além de ouvir queria ver o que se passava na minha casa na minha ausência. Pois bem quando eu vi ambos estavam sentados no sofá e conversavam, até aí nada demais, fiquei na dúvida se entrava ou não em casa sendo que meus pressentimentos me induziram a esperar um pouco, mas escondido.

-Foi ai que escutei ela agradecendo a ele por os momentos que tinham passado juntos em outra ocasião.

Foi aí que ele perguntou se o marido não havia percebido nada de estranho?

-Não ele não percebeu e jamais vai perceber, pode ficar tranquilo Jonas e ambos riram. Quando ele perguntou quando eu retornava.

Foi ai que ela respondeu que eu estava trabalhando e só retornaria no dia seguinte pela tarde.

-Hum então teremos a noite toda só para nós ele falou…Claro que sim do jeito que estou

Fogosa me acho demais para um macho só, quando ouvi isso meu coração gelou.

-Passados alguns instantes deu pra eu ouvir ele dizendo realmente você é muito fogosa e sorte dele por ter ela como vizinha…Ouvi risadas de ambos ai ela ofereceu cerveja pra ele, que prontamente aceitou e foram para a cozinha tomar.

Foi assim que ouvi Jonas dizer que ainda bem que este final de semana a esposa dele foi para casa da mãe. Pois ele queria tirar todo atrasado da semana com ela.

-Caracas eu nem sabia quem era o vizinho e minha esposa já andava fodendo com ele. Comecei a sentir uma mistura de ciúmes raiva e tesão. Eu não queria assumir, mas estava sentindo tesão em saber que minha esposa querida me botava chifres.

-Ouvia estalos de seus beijos, meu pau parecia uma barra de ferro dentro da calça apertada quando ouvi ela chamando ele para ir para o quarto quase tive um infarto.

-Puta que pariu me dá corno na minha cama aí ele foram para o quarto eu sorrateiramente sem fazer barulho algum entrei em casa deixei sapatos lá fora e fui em direção onde estavam.

Quando eu vi minha esposa com o vizinho se agarrando um tirando a roupa do outro

Fiquei como um louco cheio de tesão pensei se já cheguei até aqui agora seja o que Deus quiser.

Confesso a vocês eu senti um misto de tesão e medo, é uma sensação muito estranha, mas bem prazerosa, meu pau trincava de duro.

Você ver a mulher que você ama e confia se agarrando com outro é um teste de controle muito forte. Mas eu consegui superar pois o estoque estava sentindo me acalmava me elevando ao êxtase. Então fiquei assistindo de camartelai passados alguns minutos ambos sem roupas nas preliminares, um pega daqui e dali, eis que eles fazem um 69 ela por cima dele, a safada fazia garganta profunda sem nem se engasgar ai que começa os gemidos ele goza na boca dela.

-Caracas a puta me dizia que tinha nojo, agora a vejo bebendo até a última gota de esperma de um estranho.

Quer dizer para mim era um estranho para ela não pois não era a primeira vez deles.

-Caracas ver tudo aquilo foi um aprendizado jamais confie numa mulher e suas manias. Ela o deixou limpinho aí ouço ele mandar ela ficar deA safada ficou ele foi para trás dela e de uma vez só meteu o cacete fazendo-a gemer, ai ela disse aí amor e doeu. Ele riu e deu tapa na bunda dela e falou!

– Tem que doer mesmo para quando você for dá para o corno do maridão lembrar de quem foi quem te arrombou! Sua puta geme gostoso vai pede pau na xoxota pede.

-Minha esposa se transformou numa puta, rebolava com cacete dele atochado pedindo para ele socar gostoso e dava tapas na bunda dela e eu ouvindo aquele barulho de sacanagem parecia música aos meus ouvidos… Quando ouvi ele gemendo dizendo que tinha gozado os gemidos pareciam mais urros de animais.

Aí eu louco para gozar saí devagar para não fazer barulho e fui para garagem e terminei de bater minha punheta, quando se ouviu um silencio.

Ouvi ele dizendo que já ia para casa pois a esposa ia telefonar, mas que no dia seguinte voltava. Foram tomar banho e só ouvia ao longe barulho de água no banheiro, mas logo em seguida comecei a ouvi gemidos, e pelo barulho entre gemidos ai e lis percebi que ele comeu o rabo dela no banheiro, seus risos inconfundível dava para perceber que ela gostou e queria mais. Mas ele tinha hora marcada saiu do banho e ainda sem roupa saiu em direção a sua casa que era no andar de baixo.

Me escondi e vi o vizinho sair de minha casa e descer as escadas vestido apenas de cuecas.

Demorei uma meia hora e telefonei para a esposa relatando o que tinha ocorrido e que estava voltando para casa.

-Quando entrei ela estava deitada na cama ainda acordada. Fui tomar banho e disse oh querida é hoje que te pego de jeito!

Ela alegou indisposição mas eu não dei tempo nem espaço para ela subi na cama já de pau teso e fui com tudo pra cima dela como um selvagem e cheio de tesão, ai os gemidos altos ecoavam pelo nosso quarto.

A cama rangendo e eu e ela fodendo a chamando de vadia……aí gozei muito gostoso, parecia um garanhão. Ela entrou no clima eu fui me recuperando da primeira gozada e me deliciei sentindo sua boca me pagando um boquete.

Quando a virei de costas e comecei a comer ela por trás, puxando seus cabelos, senti um tesão tão grande vendo as marcas de tapas na sua bunda, fiquei enlouquecido continuei fodendo ela por trás, logo explodi e mandei muito leite pra dentro dela.

Eu nem estava me reconhecendo de tanto tesão que estava sentindo já tinha gozado 2 vezes e o tesão não baixava foi aí que eu chamei vem putinha… Vem limpar meu pau, ela sem dizer nada veio engatinhando pela cama caiu de boca e me deixou limpinho ai ficamos abraçados.

Acabamos dormindo juntos… Pela manhã já acordamos fazendo sexo. Estava começando a gostar disso. Foi aí que comecei a conversar dizendo que a amava que não esperava jamais ser traído, mas que tinha visto ela com outro, que não esperava isto dela mas já que tinha acontecido eu gostei de saber de ser corno que ela poderia continuar sendo a safada com outros, mas que comigo teria que ser mais ainda.

Ela ouviu tudo em silencio sem contestar, ai lhe pedi que me chupasse ela silenciosamente veio me chupou me deixando em ponto de bala ai falei agora minha puta quero o que você nunca gostou de me dá.

-Ah não seu pau e grosso demais ela falou!

E daí eu quero é marcar meu território. Quando o pau encostou, eu fui metendo devagar logo seu rabo foi engolindo cada cm devagar… Sem pressa eu estava me deliciando do começo ao fim, quando me vi todo atochado não quis fazer ela sofrer pois percebia que sentia dor metia cada cm lentamente até que não havia mais nada para enfiar

Metia com ritmo compassado até que gozei e fiz gozar junto comigo.

Foi incrível foder assim. Mas tinha que ser assim para ela saber quem é seu macho real.

Pois bem e foi assim que eu me tornei corno pela primeira vez, como havia dito antes uma boa parte desse conto é verídico eu não me importei em detalhes porque quem ler vai perceber entre linhas como é a dor da traição.

Um misto de raiva que se transforma em tesão que só uma boa transa para aliviar.

Estou muito bem como minha esposa sei que ela sai com outros, porém depois da primeira vez já aconteceram outras coisas entre nós que o meu prazer com ela triplicou não falamos sobre traições mas a cada dia vou percebendo que quando transamos a entrega é total.

Pois ainda existe Amor. Vou deixar para um outro conto para relatar a vez que ela transou com o vizinho e eu assistir pela câmera.

Foi surreal vê-la pagando boquete ela se exibindo pra mim, depois assistimos juntos e trepamos muito gostoso. Amor e Sexo é vida e saúde

Docecomomel

@ docecomomelcontos

Feira de Santana,06 de maio de 2020

Bahia Brasil..

Contos relacionados

Comentários

© 2020 - X Contos Eroticos