X Contos Eroticos » Fetiches » Striptease para os amigos do meu marido

Striptease para os amigos do meu marido

  • 9 de maio de 2024
  • 160 views

Eu sou a Amber, sou casada há um ano com o Téo, tenho 25 anos, sou ruiva, 1.60m e ele tem 35 anos e 1.96m, nos damos muito bem na cama e queria compartilhar com vcs o q houve conosco nesta quinta-feira, diaEu estava na net enquanto o Téo estava assistindo um DVD com os amigos na sala de TV. Eu me dou muito bem com os amigos dele, na verdade eles formam um grupinho bem divertido, são cinco homens que se conhecem desde q o Téo mudou-se para BH há uns 15 anos mais ou menos. O grupo é formado pelo Téo, q tem 35 anos e 1.96m, Marcelo, 32 anos e 1.85m, Léo, 33 anos e 1.80m, João, 30 anos e 1.82m e Luís, 29 anos e 1.77m. Eu estou colocando as alturas, pq tenho um tesão enorme por homens altos. Eu os servi de vestido curto sem sutiã e decotado e o Téo adorava ver os amigos

dele vidrados nos meus seios enquanto eu abaixava pra colocar os petiscos na mesa de centro. Depois ele me pegou pela cintura, me sentou na perna dele e me beijou tocando meus seios por fora do vestido, mordi a boca dele envergonhada, ele riu pra mim e pediu pra eu colocar uma camisola, aquela q ele mais gosta, branca, de alcinha, de seda. Os amigos dele começaram a pedir em coro q eu trocasse de roupa. Eu ri e voltei ao meu quarto. Vesti minha camisolinha e aproveitei pra entrar na net pra deixá-los um pouco mais com vontade. Logo depois de responder meus e-mails eu fui até a sala, meu marido riu, me pegou pela mão e pediu pra eu subir na mesa de centro. Ele

desligou a TV e disse q eu ia fazer um strip pra eles, porém eles só podiam olhar, não podiam me tocar. Geralmente Téo não se importa q os amigos dele fiquem de olho em mim, o q ele não aceita é q eles me toquem, ele sempre fica de olho qdo eles me cumprimentam com abraços e beijinhos. Bem, ele colocou uma música dançante e eu olhei pra ele como q esperando a permissão dele, ele cruzou os braços e fez um sinal positivo com a cabeça. Eu então virei-me de costas pra eles e comecei a rebolar subindo um pouco a camisola, deixando-os atônitos. Meu marido se divertia com aquilo, ria e mordia os lábios. Então eu me virei de frente pra eles e o Léo pediu pra eu tirar a calcinha, olhei pro

Téo e ele mexeu a cabeça permitindo q eu o fizesse. Então eu a tirei devagar com uma carinha de safada q só eu tenho então olhei pro Marcelo e ele passava a língua nos lábios, enquanto o João e o Luís arregaçavam as mangas e mordiam os lábios. Depois q eu tirei a calcinha eu a joguei no meio deles, foi uma guerra, todos a queriam, ri muito, mas meu marido foi até eles e mandou q passassem pra ele. Só vi o qto eles não conseguiam mais manter o volume crescente em suas calças. Ah, como eu adorava isso, vê-los sedentos, me desejando. E meu marido também tem muito tesão por isso. Então pediram pra eu deixar a camisola cair, aí eu comecei a abaixar uma calça da camisola

enquanto dançava, então eles ficaram mais concentrados. Téo foi até mim e disse no meu ouvido q queria q eu provocasse os amigos dele. Então eu desci da mesa e fui até o Marcelo q estava no primeiro sofá à minha direita, cheirei seu pescoço, então mordi a orelha e ele veio colocando as mãos na minha cintura. Téo chamou a atenção dele mandando ele tirar a mão de mim, ele atendeu e logo eu fui para o outro, o João, então passei as mãos pelo peito dele sobre a blusa, ele riu pra mim e quase me beijou, Téo fez uma cara q só vendo. Passei então para Léo, beijei o pescoço dele, ele se arrepiou e quase apertou a minha bunda, porém ele viu q Téo estava de olho e não fez nada. Então cheguei no Luís q já estava todo animadinho, mas ele aproveiitou q o Marcelo estava conversando com o Téo e lascou um beijo nos meus seios por cima do decote da camisola, olhou bem nos meus olhos, me chamou de gostosa,

eu ri e saí de perto antes q ele fizesse algo mais. Téo me chamou e me pegou pela cintura, me beijando bem gostoso, então ele começou a puxar minha camisola, me segurou e me pôs sobre a mesa de centro, virada pra ele, de costas para seus amigos, então ele tirou minha camisola e os amigos dele ficaram bem contentinhos, vidrados na minha bunda. Começaram a assobiar e Marcelo pediu pra ele mostrar tudo, Téo me abraçou, descedo as mãos da minha cintura até a minha bunda, então me virou rapidamente e eles piraram nos meus seios e na minha virilha depilada. Eu ri pra eles e disse q adoravam ver uma mulher nua. Eles riram e disseram q sim, ainda mais mulher de amigo. Téo percebeu q eu fiquei mais animadinha com aquilo e não fez uma cara muito boa então ele passou os braços por baixo dos meus e começou a apertar meus seios, os amigos dele só não tiraram os paus pra fora com medo do Téo.

Téo perguntou no meu ouvido se eu queria dar pra eles, confesso q eu estava num tesão enorme e tinha muita vontade, mas resisti e disse q queria era dar pra ele, ele sorriu, me beijou, me pegou nos braços e disse aos amigos dele q o show tinha terminado, q agora era somente nós dois. Eu dei tchau pros meninos e fomos pro quarto. Os amigos dele foram embora e meu marido disse q ia me dar uma lição bem do jeito q eu gosto, pegou dois pedaços de corda e me amarrou com força de frente, tirou a roupa e começou a acariciar meus pés, ele é podólatra, louco por pés, ele adora passar hidratante neles, esfregá-los no rosto e eu adoro isso. Eu fico mais excitada de estar amarrada, depois de beijar e morder meus pés ele foi subindo pelas minhas pernas beijando e lambendo, me deixando molhadinha, então ele subiu até minhas coxas, abrindo mais as minhas pernas, apertando minhas coxas e beijando-as, logo ele estava lambendo meu clitóris e eu mexia feito louca, e ele me chupava e me lambia e logo eu gozei. Ele

subiu pela minha barriga, mordendo minha tatoo, e eu já mordendo os lábios de desejo, pedi pra q ele me beijasse, porém ele passou a mão pela minha nuca puxando meu cabelo e minha cabeça pra trás, começou a lamber meus lábios me chamando de safada, dizendo q eu adoro me mostrar e q eu estava louca pra dar pros amisdos ele, eu ri e disse q sim, ele puxou ainda mais meu cabelo vermelho me beijando e me chamando de puta enquanto apertava meu seio com a outra mão. Ele sempre sabe como me pegar, depois de me morder a boca ele desceu pelo meu pescoço beijando até chegar aos meus seios, ele deu uma lambida neles, olhou pra mim, riu e mandou eu pedir. Ele adora q eu peça, então eu pedi q os chupasse, aí ele apertou os mamilos e começou a lamber bem gostoso, nisso eu já estava me contorcendo e ele começou a chupá-los me segurando pelas costas e me erguendo para q meus seios ficassem

melhor acomodados na sua boca, como ele me chupa maravilhosamente bem, até gozei com ele sugando meus seios. Logo o pau dele já estava enorme e eu pedi pra chupar, ele segurou meus seios e colocou o pau no meio deles e tocou uma espanhola, roçando o pau no meu roso, q delícia. Mas eu queria era chupar, então ele gozou no meu rosto e eu lambi a boca e mandei ele me deixar chupar. Ele então colocou seu pau de uma vez na minha boca e eu chupei muito. E ele metia mais fundo na minha boca e o mais gostoso era q eu continuava amarrada e ele segurava a minha nuca e mexia a minha cabeça enquanto eu chupava q era maravilhoso. Logo ele gozou na minha boca e eu engoli bastante. Então ele deitou do meu lado, mordeu minha orelha e disse q queria me comer, eu pedi pra me soltar, ele disse q não, q primeiro ia meter comigo amarrada, então passou o dedo na minha boca, tenho muito tesão por isso, mordeu meus seios e eu mandei ele meter tudo. Então ele ficou sobre mim, apertou meus braços esticados e meteu bem

gostoso na bucetinha molhada. Depois de um vai e vem bem gostoso, ele me soltou e eu fiquei por cima, a posição q eu mais gosto, sentada sobre ele, só subindo e descendo, depois cavalgando, hummm…é muito bom. Logo nós gozamos bem gostoso, então ele me pôs ajoelhada, de costas pra ele encostada na cabeceira da cama e afinal nenhuma noite de sexo é completa se ele não me comer por completo, então meteu gostoso no meu cuzinho,

mordendo a minha nuca, apertando meus seios, me deixando doida, depois desceu a mão para o meu clitóris e isso me faz gozar rápido, não deu outra, gozei muito e ele tbm, de escorrer pelas minhas pernas. Depois descansamos um pouco só nos beijando, aí fomos tomar um banho juntos e depois fomos dormir, acho q já era umas 3h e 40min da manhã. Foi divertido, gostaria de fazer de novo. Até a próxima…

Contos relacionados

Comentários

Uma resposta para “Fodendo a Crente Safada”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2024 - X Contos Eroticos