X Contos Eroticos » Porno » O Negão Arrombou o meu Cuzinho

O Negão Arrombou o meu Cuzinho

  • 4 de janeiro de 2019
  • 824 views

Vou relatar mais um caso que aconteceu comigo, foi nessas férias de final de ano.
Eu e meu marido passamos no sitio do tio dele que é localizado em Ibitinga interior de São Paulo, é um sitio muito agradável, com piscina, quadra, cavalos e varias opções para uma boas férias.

No sitio só tinha o tio, a tia, um caseiro e seus ajudantes, logo que chegamos o caseiro já me chamou a atenção, era um homem negro e forte, ele ajudou a tirar nossas malas do carro e levar até o quarto, acompanhei ele para saber qual quarto ficaríamos instalados, ele entrou no quarto primeiro e eu logo atrás, ele colocou as malas na cama e uma mala pequena caiu no chão, logo abaixei para pegar, ele prontamente olha para mim abaixada, pois eu estava com uma blusa leve com um decote bem grande e sem sutiã como sempre, meus peitos ficaram a amostra e balançando, continuei abaixada propositalmente para provoca lo, quando levanto vejo ele com um olho bem arregalado olhando para meus seios, estava excitado só de ver, olho para baixo e vejo um imenso volume debaixo da calça dele, com certeza tinha um pinto enorme, isso também me deixou excitada.

Agradeci e ele saiu do quarto, organizei as roupas, me troquei e fui curtir o sitio, percebia durante os dias que ele sempre estava por perto me observando, e eu sempre provocando, sabia que ele estava super excitado e louco para me comer e confesso que eu também estava excitada por ter visto aquele imenso volume.

No dia 31 ultimo dia do ano o pessoal resolveu ir até a cidade para fazer compras para a festa da virada, combinaram de todos irem bem cedo, logo me veio na cabeça a oportunidade de estar sozinha com aquele negro que me deixou louca de tesão, falei para meu marido que ficaria, que não tinha dormido direito e preferia ficar para dormir até mais tarde e estar bem para virada do ano, ele concordou e logo cedo foram todos para a cidade.

Assim que saíram eu logo levanto e vou andar fora da casa, com uma camisola fina e apenas de calcinha, não demorou muito e ele aparece por perto, fui na sua direção e puxei assunto, ele meio sem graça e com os olhos fixos no meu corpo respondia as perguntas, falei para ele que minha cama estava fazendo muito barulho e não tinha conseguido dormir, se ele poderia ver e arrumar, ele respondeu rapidamente, claro que sim, ele logo entendeu o recado, sabia que eu queria algo a mais, entrei no quarto e fui para o lado cama e de costas para ele, abaixei ficando quase de quatro, peguei as minhas mãos e pressionei o colchão para baixo para mostrar algum barulho, ele logo veio por trás e me pegou pelo quadril e me deu uma bela encoxada, senti o enorme pinto dele na minha bunda, se esfregando enquanto ele apertava meus seios, ele levantou minha camisola, abaixou minha calcinha e me jogou na cama, quando viro vejo ele se despindo e quando o pinto dele fica a amostra, fico extremamente abismada, era um pinto enorme, o maior que vi até hoje, grande e grosso, mais muito grosso, isso me deixou mais excitada ainda.

Ele pega seu pinto e enfia na minha vagina, entrou com dificuldade, mas agüentei firme, ele ficou bombando feito um animal selvagem, bombava sem parar, eu gemia muito, estava muito excitada, falei para ele que queria registrar aquilo, eu sendo comida por um negro daquele tamanho e com um pinto enorme, de repente ele para e da um grito e chama um tal Pedro, um ajudante, fiquei quase surda, e logo aparece esse ajudante, fiquei sem graça e envergonhada, mas ele falou, fica tranqüila que ele é de confiança e é meu irmão, ele pega meu celular para tirar uma foto, ele me vira de bruços e fala, essa é para você não esquecer desse negão, pegou o pinto dele e enfiou no meu cuzinho, sem dó e sem piedade, foi de uma vez só, nunca senti tanta dor, fui sem duvida alguma arrombada.

Gritava e gemia sem parar, uma dor insuportável, ele socava em mim e falava, me provocou agora agüenta minha rola, continuava bombando sem parar, escuto o barulho da foto que o irmão dele tirou, quando olho para o lado ele já não estava mais, e ele continuava bombando sem parar, sentia o saco dele bater na minha bunda, até que ele diminuiu as bombadas até parar, acabava de gozar e encher meu cuzinho de porra, tirou o pinto dele de dentro de mim e rapidamente começou a se trocar, enquanto ele se trocava pedia desesperadamente para não comentar com ninguém, eu concordei e pedi o mesmo, pois se descoberta estaria perdida.

Ele se trocou e saiu do quarto rapidamente, eu fiquei ainda deitada de bruços com meu cuzinho arrombado para cima, sentia uma dor muito forte, depois de alguns minutos eu levanto e vou para o banheiro, logo uma enchorrada de porra sai e escorre pelas minhas pernas, estava até andando de pernas abertas de tanta dor que estava no meu cuzinho, que negão pintudo, realmente arrombou meu cuzinho, pois quando vi no banheiro estava saindo até sangue, tomo banho me troco e fico na cama deitada de bruços até o pessoal chegar da cidade, meu marido chega me da um beijo e pergunta se estou bem, respondo que sim, mal sabe ele o meu estado.

Durante o dia e a noite da virada, ainda sentia a dor do estrago que ele me fez, não conseguia sentar direito, sentava de lado para amenizar, em uma das vezes vi ele olhando para mim e sorrindo vendo a dificuldade que tinha para sentar, sem duvida alguma fui literalmente arrombada, pela foto da para perceber o estrago que ele me fez.

Pessoal, varias pessoas pediram para eu enviar uma foto da minha barriga para ver a gravidez, assim que ela crescer estarei colocando a foto no meu álbum.

Beijos a todos.
Lucineide.

Contos relacionados

Comentários

© 2019 - X Contos Eroticos