X Contos Eroticos » Incesto » Meu filho maravilhoso

Meu filho maravilhoso

  • 3 de outubro de 2021
  • 3840 views

Este é meu primeiro conto e vou apresentar-me. Tenho atualmente 58 anos, sou relativamente baixa 1,60 m, em contrapartida muito pesada 105 Kg, uma gorduchona. Meus seios são enormes, já descaídos, anca muito larga, logo um rabo enorme e gordo, coxas muito grossas com celulite e estrias e com muita banha ao nível da barriga, a banha descai bastante.
Casei aos 30 anos e tive meu único filho aos 35, aos 48 anos separei-me de meu marido. Sempre existiu um à-vontade total em minha casa, à-vontade esse de andarmos nus. Isso continuou após a minha separação, onde ficamos a viver só eu e meu filho.


Meu filho estava na puberdade começando a masturbar-se, algumas vezes eu espreitava-o enquanto fazia isso, não resistia e masturbava-me ao mesmo tempo com os dedos, ficando com vontade de ter meu filho, mas era o “pecado de mãe com filho” na minha cabeça que não me deixava realizar o que desejava.
O tempo foi passando, ao espreitar meu filho notava que ele penetrava um ou dois dedos no ânus ao mesmo tempo que se masturbava, e outras vezes penetrava uma cenoura. Um dia ele masturbava-se no WC com uma cenoura penetrada, como sempre, eu fiquei cheia de tesão, fui para a sala, levei um pepino e no sofá comecei a masturbar-me, pouco tempo depois meu filho estava a observar-me. Eu fiz uma cara de espanto e disse, filho não tens vergonha de

espreitar tua mãe, ele respondeu, mãe eu sei bem que me espreitas enquanto me masturbo e tu masturbas-te ao mesmo tempo, noto também que ficas muito excitada ao ver-me fazer isso e digo-te ainda, a maioria das vezes que me masturbo é quando te vejo nua, fico louco em poder estar contigo. Eu bastante baralhada, pois minha vontade era de estar com ele também, respondi, estás maluco filho, eu sou tua mãe. Mas ele mantendo a calma, respondeu, eu sei disso, mas nota-se que ambos queremos a mesma coisa e como vivemos só os dois, ninguém vai saber nada.
Ele já estava junto de mim, começou a chupar meus mamilos e com uma das mãos a foder-me com o pepino que já

estava penetrado, meu tesão foi aumentando e só já queria todo o prazer que fosse possível, eu gemia e falei, fode-me toda filho, mete o pepino todo, que bom… E passados uns 10 minutos tive um orgasmo imenso. Olhei meu filho, vi o pau dele bem duro, é pequeno e pouco grosso, não resisti e peguei com a mão, começando a massaja-lo, ai ele falou, quero isso, mas penetra-me o pepino no cu, eu respondi, é muito grosso vai magoar-te, ele respondeu, penetra-me

que eu aguento. Então comecei a penetrar o pepino, estava difícil, meu filho abre as nádegas com as mãos, ficando a entrada aberta, forcei e entrou, ele gritou e disse, dói muito espera um pouco, parei e falei, eu disse que era muito grosso, mas após um pouco de paragem, falou, mete mais, fui metendo até metade e comecei o vai e vem ao mesmo tempo que lhe punheteava o pau, ele gemia de prazer e foi aumentando gradualmente, quando notei que ia ejacular, meti o pau na boca e quase de imediato comecei a receber jatos de porra do meu filho que fui engolindo como podia até há última gota.
Aqui começou a minha vida de “safada”, e que poderei continuar a contar se gostarem deste conto.
Beijo a todo o pessoal deste fórum.

Contos relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 - X Contos Eroticos