X Contos Eroticos » Fantasias » Como virei uma empregada safada

Como virei uma empregada safada

  • 1 de abril de 2019
  • 756 views

Meu nome é Raquel, sou morena, tenho, 26 anos, 1:68, bunda grande e seios médios, tenho um bonito corpo, quando casei trabalhava num escritório de contabilidade mas fiquei desempregada e como as contas se acumulavam resolvi fazer alguns serviços como diarista, embora meu marido fosse contra no começo,tinha medo que me assediassem, ele acabou concordando principalmente porque também só estava fazendo bicos.
No começo foi difícil ser diarista, mas fui me acostumando, graças a minha educação e dedicação consegui vários cliente, e teve uma em especial que gostou muito de mim e como precisava de alguém pra ficar o dia todo,passei a trabalhar só pra ela, foi muito bom,ela me registrou e pagava um bom salário, dizia que eu era muito educada e tinha estudo, por isto ela confiava muito em mim.

Era um casal jovem, Seu Roberto e Dna Julia, tinham uma filha de 12 anos, muito boazinha e calminha chamada Lívia, lá todos me tratavam muito bem,eram muito educados, a menina era loirinha,bem bonita, cabelos até os ombros, olhos azuis cristalinos, uma pele branquinha, cuidada com iogurte grego e cereais,granolas e açaí…tinha um corpo bem formado, seios pequenos, e quando colocava biquíni para ficar na pequena piscina que eles tinham eu ficava admirando sua beleza, umas pernas firmes,uma barriguinha sequinha, com pelinhos loirinhos em volta do umbigo e uma bunda bem grande pra idade, mas bem redondinha e combinando perfeitamente com seu corpo de menina e Lívia como a maioria dos jovens de hoje ficava só no celular e internet, tinha poucos amigos.

Eu nunca fui de fantasiar, nem de muito sexo também, mas as vezes me via fantasiando com ela, não era santa, mas nunca fiz nada muito diferente em matéria de sexo, só vim a despertar quando conheci o seu Pedro, o jardineiro que vinha de vez em quando cuidar do jardim.
Ele era um Sr. de 50 anos, moreno queimado de sol,corpo bem formado pelo trabalho,de poucas palavras e simples, mas aquele jeito dele tinha um que que chamava minha atenção e de repente as vezes me mi vi fantasiando com ele… também tava carente, meu marido andava estressado e nosso vida sexual não tava boa…Seu Pedro ficou na dele apesar de eu me oferecer discretamente,puxava conversa e levava a conversa para assuntos picantes, mas ele acho que por medo, não reagia.
Um dia, aproveitei que tava calor e não tinha ninguém em casa, e quando ele terminou o serviço, ofereci uma cerveja….ele ficou meio sem graça mas disse: moça,tá tão quente que vou aceitar.
Trouxe duas cervejas abrimos e ficamos no jardim tomando, ai na primeira latinha percebi que ele mudou…se soltou, incentivei ele a tomar outra,ai vi que ele já tava bem animado…me aproximei dele e toquei nos braços dele…dizendo que o serviço dele era bom pq economizava academia….rimos e ele falou que era verdade…elogiei o corpo dele…ele sem graça falou vc também é bem bonita…seu marido não tem ciumes que trabalhe em casa de família…a gente sempre ouve umas histórias…
me fiz de bobinha e dize….a seu Pedro quem vai querer mexer com uma empregadinha e além do mais gordinha como eu…ele riu e falou mais tu é muito bonita se eu fosse seu marido ia ficar encucado.
Foi buscar mais duas cervejas, e aproveitei e tirei minha calcinha….voltei rebolando….estava usando um vestido bem justo que subia com o meu andar…mas eu não puxava ele…quando cheguei perto dele…meus pelinhos já estava quase aparacendo…continuei no assunto do meu corpo…tava super excitada….como ele usava bermuda, vi que estava de pau duro….falei, vamos tomar só mais uma senão vou virar um bucho…estava bem pertinho dele…ele sentado e eu de pé….puxei o vestido pra baixo e falei: -tá vendo o vestido já não tá servindo….ele olhou bem pra minha buceta que já estava aparecendo….criou coragem, e começou a alisar minhas perna, dizendo Dna Raquel se isto e gordura…benza deus..é bom demais….ai levantou meu vestido e caiu de boca na buceta chupando os pelinhos….enquanto as mãos alisavam minha bunda e os dedos procuravam meu cuzinho…eu gemia…nossa tava precisando daquilo…rss
ele tirou totalmente meu vestido e meus seios ficaram pra fora, durinhos e o bicos pronto pra serem chupados….ele alisou com as mãos apertando eles…foi subindo com a língua pelo minha barriquinha até chegar nos peitos e abocanhar eles…minha boca procurou a dele e nos beijamos, o gosto da cerveja dava um tesão maior ainda…tirei a camisa dele, e fui beijando seus peitos, chupando os pelos do seu corpo…abaixei tirei a bermuda dele e o pau dele duro e grande saltou pra fora….fiquei olhando pra ele, pensando: nossa como é lindo um pinto…. alisei ele com as mãos queria sentir os nervos dele, a pulsação….era a primeira vez que via um pinto que não era do meu marido….este era maior e mais grosso…então comecei a chupar devagarzinho depois com força…chupei as bolas, sentia ele todinho dentro da minha boca, sentia cheiro de suor…era muito bom…meu marido não gosta de ser chupado….então aproveitei ,,,rsss
Seu Pedro gemia….e senti o pau dele crescer mais ainda na minha boca….até que senti o jato quente de porra, eu gritei de felicidade e engoli aos poucos todo o leitinho…o pau dele ainda duro permaneceu na minha boca por uns segundos….ai ele tirou me virou e me colocou de 4, era outro homem, caiu de boca no meu cu e na minha buceta ao mesmo tempo, eu estava fora de mim,gemia e pedia me come, me come….ele atendeu….e primeiro tentou meu cuzinho…mas nunca tinha dado…travei…ele tentou forçar e viu que ia ser difícil sem lubrificar bem….
então do nada tascou o pau na buceta….ela engoliu aquele pau com vontade,sugava ele….Seu Pedro foi a loucura…me chamava de putinha e falava…queria que seu maridinho visse vc agora…….eu louca de tesão,gritava: – meu corninho vai saber que seu Pedro me comeu….ele socava minha buceta com gosto…. ele deitou eu sentei no pau dele, descendo e subindo, eu gozava como nunca…aquela situação toda me deixava com muito tesão, sendo comida num quintal praticamente por um estranho 25 anos mais velho,rustico,e eu com medo do patrão aparecer ou do marido ficar sabendo,era uma loucura que nunca tinha feito…mas isto tudo da o mair tesão, quem já passou por isto sabe como ficamos cegos.
Ai senti o gozo dele encher minha buceta….senti a porra escorrer….ele me colocou de joelhos e colocou o pau na minha cara batendo nela pra tirar o resto da porra que melou todo meu rosto e cabelo, aquele cheiro de porra misturado com a cerveja era bom demais, me sentia uma putinha, levantei e fui pegar mais cervejas….senti o olhar dele na minha bunda e quando voltei na minha buceta…era uma sensação boa demais ficar pelada perto de um macho….rssss
Depois nos vestimos, ele foi embora, e eu fui limpar os vestígios da sacanagem…feliz mas preocupada que o patrão desse por falta as cervejas.
Não sabia que uma sacanagem era tão bom….rsss E sacanagem é um vício, mal sabia que depois deste dia teria novas e excitantes aventuras, com seu Pedro,com outros machos e que iniciaria a filhinha da patroa na putaria.Em breve conto isto.

Contos relacionados

Comentários

1 comentário para “Traindo meu marido com um novinho tarado

  1. Guilherme • 8 de fevereiro de 2019

    Todos os contos falam de muita dor ao dar ocuzinho quando eu e meu amigo transamos foi bem gostoso seu kcete entrou no meu rabo sem dor e muito gostoso e ele também adourou logo não sei porque os contos falam de tanta dor ?

© 2019 - X Contos Eroticos