X Contos Eroticos » Fetiches » Gordinha muito safada

Gordinha muito safada

  • 26 de janeiro de 2020
  • 333 views

Cinco anos atrás eu fiz uma aventura com uma gordinha bem fogosa, ela era muito tímida no princípio, sentia vergonha do seu corpo , mas eu estava com a cabeça cheia de maldades aquele dia.
Chegamos em um motel 5 estrelas e eu coloquei um sinatra de música de fundo, enquanto trocava a água da hidro,( por precaução) e no frigobar abri um malbec pra criar um clima…
Não é sobre essa noite que eu quero contar, como sempre eu não finalizaria aquela noite sem dar um trato no rabo daquela ingênua moça, e assim foi , o fato é que quanto mais bruto vc é nessa hora , mais apegada a pessoa fica.
Cinco anos depois e nossas mensagens ainda terminam quentes com troca de nudes e sempre ela fotografa o cuzinho de um ângulo sugestivo ou com algo introduzido.

disksexo


A garota ainda sentia o prazer masoquista que aconteceu a cinco anos!
Um dia no trabalho ela me surpreendeu com um vídeo onde brincava com um vibrador enorme e deixava apenas as bolas de fora do cuzinho enquanto gozava freneticamente numa siririca .
– Esse cu precisa de algo quente dentro dele! Digitei discretamente durante o trabalho .
– Até hoje eu espero sua visita por aqui pra sentir seu esperma dentro de mim!
Ela era muito tímida pessoalmente é provavelmente não tinha esperimentad outra pica no rabo durante esse tempo, deixando o prazer por conta dos brinquedos que comprava pela internet.
Mandei um vídeo patendo uma punheta até gozar e ela mandou uma foto com um creme na boca , simulando ter engolido tudo.
Assim passaram muito tempo até que um carnaval de feriado prolongado eu fui visitar alguns parentes na cidade dela, e não disse nada, também tinha outros esquemas em potencial por lá, mas durante a noite nos encontramos em uma balada, ela não deu brechas para eu fugir do desejo que a consumia, acabamos em um quarto de quitinet, numa cama de solteiro, mas apesar de não ter planejado, não resisti aquela língua sedenta contornando a cabeça do meu pau, ela estava treinada, chupava como se tivesse praticado por muito tempo, engolia é eu podia sentir o fundo da garganta dela apertar meu pau.
Saia todo babado até a metade é sua língua buscava meu saco enquanto o pau sumia por completo naquela boca, a gordinha havia praticado.
Botei a camisinha e com ela sentada no meu colo introduzi na buceta dela que estava em chamas, ela rebolava é segurava meu pescoço beijou minha boca e se ergueu em um gemido quase que um grito enquanto escorria sucos por sua buceta enchendo o lençol de líquidos, e também minhas coxas, kkkk
Ela levantou de leve e ainda no controle retirou a camisinha e posicionou na entrada do cu a cabeça do meu pau:
– Sua vez de gozar! Ela falou deixando o peso do corpo livre, fazendo aquele cuzão sugar meu pau inteiro e esmagou meu saco na sentada.
Ela parecia determinada, ficou pulando é rebolando numa cavalgada desenfreada, meu tesão estava subindo quando ela deu sinal que estava gozando de novo , travou meu pau e ficou fazendo movimentos de contração anal, como se mamasse meu pau com aquele anelzinho, não resisti e dei o que ela queria , foram jatos fortes e carregados, enchendo ela por dentro !
Ficamos engatados por alguns minuto e ainda deu pra gozar de novo , logo que a pressão dimunuiu o esperma começou escorrer e se misturar no lençol com os outros sucos .
Deitei ela de lado na cama , toda satisfeita , e pedi pra ela afastar a bunda pra mim, ela atende e eu tirei uma foto do rabo dela destruído e cheio de porra !
– Esse é o meu troféu!
Ela apenas sorriu e se entregou ao cansasso, eu tomei um banho e voltei para o rodeio onde deixei minha prima me procurando preocupada!

Contos relacionados

Comentários

© 2020 - X Contos Eroticos