X Contos Eroticos » Sexo » O tio roludo me pegou de jeito

O tio roludo me pegou de jeito

  • 14 de outubro de 2018
  • 118 views

Estava vivendo um momento muito conturbado em minha vida e sequer saia de casa, tinha apenas como amigo e companhia, meu computador e o acesso a internet era a minha diversão.
Usava um determinado site como forma de tentar chamar a atenção dos homens, e em um desses momentos, conheci o Silvio51, que tinha como descrição: divorciado, moreno, magro e se sentindo muito só. Isso chamou a minha atenção.


Minutos após olhar seu perfil ele me chamou para um bate papo e no decorrer da sua conversa, percebi que era uma pessoa legal e resolvi aceitar seu convite para nos conhecermos. Dias após, em uma sexta feira após chegar do trabalho, peguei o carro e saí ao seu encontro. Confesso que o medo e o suspense foram passageiros do carro também.
Ao chegar ao local combinado, lá estava ele, igualzinho a todas as descrições que ele me passou. Sentamos conversamos e me senti bem à vontade com aquele desconhecido, um homem de quase 60 anos, muito gentil e ao que parecia muito sincero e respeitador.
Saí daquele encontro na expectativa de reencontrá-lo. No dia seguinte, ele me ligou e me convidou para ir a casa dele, que não ficava muito distante da minha, e eu mesmo receosa resolvi ir.
Chegando à casa dele, assistimos a um filme e conversamos bastante e fui percebendo que a casa era de um homem solitário. Ele passou a me contar sobre sua vida e aos poucos foi se aproximando de mim, sentou do meu lado e confessou que tinha me desejado desde o primeiro momento em que nos vimos.
Tentei me levantar, mais ele me segurou com delicadeza e disse: “Por favor, fique”. Eu não tive reação, ele levantou e me beijou, foi um beijo que mais parecia um choque elétrico. Como podia um senhor daquela idade ser tão gostoso?
Delicadamente o tiozinho, tirou a minha roupa, e depois a dele e me puxou em direção ao seu quarto, eu já nem pensava mais, deixei o desejo falar por mim. No quarto o tiozinho me fez mamar no seu cacete, e ao mesmo tempo ele passou a alisar minha xaninha, o que me fez implorar para que ele me possuísse. Mas ele queria judiar de mim. Ele desceu e passou a chupar minha buceta, que parecia que ia explodir, nunca me deixaram com tanto tesão.
O tiozinho safado que só, meteu de uma só vez, o que me fez ver estrelas, num misto de prazer e dor, mais que logo cedeu espaço apenas ao prazer. Ele me pôs de quatro sobre a cama e disse que ia comer meu cu.
Assustei-me, queria correr dali, nunca tinha feito, mais o safado, enquanto falava, me segurou pelos quadris, e passou gel lubrificante e foi entrando bem de mansinho.
Pensei que teria uma dor insuportável pela frente, mais aconteceu o contrario, eu que não queria que ele saísse mais dali.
Ficamos assim por horas, e cada vez mais sentíamos prazer e desejo um pelo outro. Mas estava tarde, logo o celular despertou, era hora de partir. Tomamos uma ducha e ele não perdeu tempo mais uma vez me chupou toda e meteu em minha xaninha, que implorava ficar com ele dentro.
Ao sairmos do banho, ele se roçou em mim e me disse que ficaria a espera de um novo encontro e que desta vez teria que ser a noite inteira, que eu era uma delícia.
Fui para casa, com o coração apertado e o resto arrombado. O tiozinho que parecia inofensivo tinha me pegado de jeito, de uma forma que nenhum rapaz da minha idade ou um pouquinho mais velho, tinha conseguido.
Meu corpo se revelou sedento por sexo, nem me reconhecia.
Fiquei relembrando e desejando um bis, afinal quem não gosta de ser chamada de gostosa e inesquecível?

Contos relacionados

Comentários

© 2018 - X Contos Eroticos