X Contos Eroticos » Traição » Como virei corninho da minha namorada

Como virei corninho da minha namorada

  • 30 de novembro de 2018
  • 1489 views

Quero dizer como foi pra mim saber o que ela fez no dia em que saiu com o dançarino da casa de swing…

disksexo

Ela é toda delicada e tem uma carinha de anjo acima de qualquer suspeita. Ninguém jamais imaginaria tudo o que ela tem vontade e as coisas que faz! Pra começar ela tem uma certinha tatuada na buceta. Concorda que tem que ser muito putinha pra ter uma tatuagem alí? Pois é, ela tem! E ninguém imaginaria!

Minha fantasia de ser corninho dela não é de hoje, mas nunca aconteceu e nem achei que fosse possível. Nosso relacionamento não ia bem e estávamos discutindo a dias e fui a uma viagem de trabalho e ela ficou com o carro como era de costume. Enquanto viajava continuamos a discutir e em um dos dias ela manda uma mensagem dizendo que ia sair com outro cara. Confesso que não acreditei muito, mesmo sabendo que ela trocava mensagens com outros caras que a viam na rede social.

No começo da noite recebo uma mensagem de áudio dela com uma música de balada. Na sequência ela envia outra com uma voz toda animada, falando: “Adivinha onde eu estou? Numa casa de swing!”

Fiquei PUTO! Que raiva que eu senti! Porque ela sabia da minha vontade de estar com ela numa casa de swing e ela foi sozinha?! Como eu fiquei puto! Nessa noite nem dormi direito, sabendo que eu estava lá trabalhando e ela numa casa de swing fazendo sei lá o que! E eu ainda só chegaria em casa na manhã do dia seguinte. Fiquei inquieto o tempo todo e bombardeei o celular dela de mensagens!

No dia seguinte quando cheguei ela estava toda doce e acesa! Ela queria me contar o que tinha acontecido durante a noite. Eu? Minha vontade era bater nela! E sempre que ela queria vir falar comigo eu ficava mais puto! Mas o pior era que ao mesmo tempo eu sinto um tesão louco nessa mulher!

Depois do almoço ela foi pro quarto e dormiu. Era época de muito calor e ela estava só de calcinha e blusinha regata. Eu revoltado, pois ela estava com sono por ter ficado até as 4 da manhã se divertindo com outro numa casa de swing. Eu olhava ela deitada dormindo e sentia muita raiva! Mas ao mesmo tempo muito tesão de vê-la deitadinha de bruços só de calcinha. Parei na porta e me percebi de pau duro enquanto olhava pra ela. Ela tem o sono pesado e percebi que ela estava apagada. Ela estava de bruços com as mãos pra cima, quase encostando na parede.

Peguei um rolo de fita adesiva bem larga e enquanto ela dormia, amarrei as mãos dela. Conforme olhava ela deitada e amarrava, a excitação só aumentava! Sem cuidado algum puxei a calcinha dela com raiva e comecei a lamber a bucetinha dela arreganhando aquela bundinha linda! Ela acordou assustada e gritava: “O que que é isso? O que você está fazendo?!” Enquanto ela gritava amarrada levantei com o pau duro e comecei a meter com força, puxando os cabelos dela e ouvindo ela gemer alto! Conforme enfiava meu pau fundo nela chamava ela de puta! E cada vez que dizia ela gemia mais alto! Ela começou a olhar pra mim de costas e sorrir! Ela estava gostando de ser fodida daquele jeito e arrebitava a bunda querendo mais!

Saí de cima dela, virando ela de frente com raiva abrindo as pernas dela com as mãos ainda amarradas! Não aguentei e caí de boca naquela bucetinha deliciosa que eu adoro! Pensar que outro cara tinha visto a tatuagem dela na bucetinha me deixava louco!Estava melada, inchada e vermelhinha! Voltei pra cima dela metendo de frente vendo era sorrir e gemer, se satisfazendo com aquilo tudo! Soltei as mãos dela e com isso ela me puxava e empurrava querendo sentir meu pau entrar e sair inteiro cada vez mais rápido do jeito que ela gosta!

Nesse sexo louco perguntei pra ela se ela tinha realmente dado pra outro. E ela disse que sim! E que tinha gostado muito! Pra provocar ela ainda fez questão de falar que tinha dado pra outro de madrugada, que se tivesse transado com ela pela manhã veria a bucetinha dela ainda inchada e vermelha de ter dado! Conforme ela falava minha cara ia mudando e eu ficava cada vez mais louco nessa mistura de tesão e raiva, querendo meter mais! E ela dizendo: “Mete mais na sua putinha, mete!”

Comecei a perguntar sobre a noite e ela respondia tudo com um sorriso muito safado! Foi quando perguntei se ela tinha gozado com o cara e ela respondeu que sim e foi forte e rápido! Eu falei pra ela: “Tem que ser muito puta pra ir pra uma casa de swing sozinha e dar pra um estranho!” Ela respondeu que gostava de ser assim! Aí caí na besteira de perguntar se o cara tinha gozado. Ela disse que pediu pra ele gozar na boca dela! Nessa hora eu gemi te tesão imaginando a cena! Confesso. Mas fiquei muito puto, parando de meter e só olhando pra ela sorrindo! Preferi não acreditar e dizer pra ela que duvidava. Na mesma hora ela manda uma mensagem pro cara perguntando da noite e ele responde em 2 minutos que tinha adorado dar leitinho na boca dela! Fiquei revoltado! Senti um frio na barriga, meti com ainda mais força, quase gozando e saí de cima dela com muita raiva! Fui tomar banho e saí para uma aula que dava na faculdade.

Durante a aula discutimos muito! Eu estava muito puto! Mandei mensagens de audio agressivas e estava mesmo com vontade de bater nela! Quando cheguei em casa a noite ela estava me esperando quase nua no sofá. Encostada na porta do quarto ela disse que estava com medo de mim pelas mensagens que trocamos. Eu numa mistura de excitação e nervoso fiquei imaginando tudo e não resisti. Pedi que ela transasse comigo.

Sentei no sofá e ela se ajoelhou no chão beijando minha barriga. Foi descendo até que puxou minha cueca e começou a me chupar de um jeito delicioso que só ela tem! Ela chupava me olhando nos olhos, deixando ele todo babado! As vezes a baba escorria pelo queixo dela! Isso me deixa maluco, ela sabe e quando faz sorri. Perguntei pra ela se ela tinha chupado o cara da mesma forma. Ela diz que sim. Senti aquele frio na barriga e minha cara começou a mudar. Não aguentei e pedi pra ela me contar como foi a noite. Ela com receio pela minha cara de bravo pergunta se vou bater nela e digo que não. Meu tesão e curiosidade eram maiores que a raiva.

Ela começou a contar enquanto me chupava e pediu pra sentar no meu pau. Quando se levantou do chão estava muito molhada e sua bucetinha estava inchada demais como sempre fica quando está muito excitada. Ela foi narrando tudo nos detalhes. E conforme falava eu imaginava as cenas e uma mistura louca de sentimentos ia tomando conta de mim. Dava pra sentir ela sentindo prazer ao me contar! Sentia a bucetinha dela apertando meu pau cada vez mais! E era algo muito intenso e louco! Estava sendo corno!

Quando ela falou que o conto tinha sido publicado estava no trabalho. Foi difícil me concentrar o resto do dia depois de ler. Minha vontade era estar com ela e sentir tudo aquilo que só ela tem! O beijo, a pele, o jeito, o corpo, o sorriso, as vontades! As vezes ia pro banheiro bater punheta olhando as fotos que ela me envia e lendo as coisas que me escreve pra eu conseguir trabalhar. É inexplicável essa conexão que temos! No dia anterior estava almoçando e ela mandou mensagem. Fiquei de pau duro na hora! Eu estava com uma calça social justa e não sabia como levantar da mesa, porque ia aparecer…

Lendo a forma que ela escreveu o conto pude imaginar novamente tudo o que aconteceu e saber de mais detalhes. Confesso que pra mim é delicioso ver ela tendo prazer! Algumas coisas pra mim foram surpresa, pois ela nunca tinha contado e conforme fui lendo sentia meu pau latejando dentro da calça. Sinto vontade, desejo, raiva, tesão, vontade de bater, beijar, apertar, foder! Tudo junto e ao mesmo tempo!

Fico imaginando as situações que ela fantasia, as coisas que faz…
Saber que ela bebeu vodka meu deixou louco, por saber como ela dança e imaginar como seria ela dançando livremente depois de beber, ficando toda soltinha e sem freio. Caralho! Me excita saber que ela gosta de se mostrar e chamar atenção! Que gosta de ser vista e de se exibir! É louco, mas me dá tesão imaginando-la comigo e mais um cara. Quando li no conto que a vontade dela era ficar com 3 caras meu coração acelerou e imaginei a cena e ela se derretendo de tesão! Saber que ela gosta de lugares públicos e levantou a saia pro cara beijar a bundinha dela no estacionamento também foi foda! Saber que ela tem vontade de meter com outro até a bucetinha arder! Ir pra uma balada e beijar outro na minha frente sem dizer nada! Sentir outro cara mamando nos jeitinhos dela…

Ela foi narrando tudo isso! Como o cara pegou ela, oq ela sentiu, como foi toda a noite! Conforme ela contava eu me excitava cada vez mais, apertando e fodendo ela! Até que ela gozou forte sentando em mim! Nessa hora virei pra ela e falei que ia gozar na língua dela como o cara fez! Ela me olhou com uma carinha de “Eu quero!”
Fomos no banheiro, lavei meu pau pra ela chupar bem gostoso! Ela agachou no chão e começou a me chupar! Puta que pariu! Como ela chupa gostoso! Meu pau todo babado e a boquinha dela escorrendo até pingar nos seios! Ela me puxa, deixa e sinto o gosto do meu pau naquela boquinha linda! Quando estava pra gozar falei: “Mostra a língua que eu vou gozar, sua vadia!” Ela me olha sorrindo e diz: “Goza aqui que nem o beto fez (mostrando a língua)”! Caralho! Com aquela mistura de tesão e raiva eu gozei muito! Ela recebeu todo leitinho e deixou escorrer pelo queijo até cair nos jeitinhos e escorrer até a barriga. Ela se levantou me beijando com aquele gosto de porra! Me olhou com um jeito que nem sei explicar e falou: “Escorreu porra aqui, limpa?” e ficou claro que ela queria que eu lambesse. Me dei um frio na barriga e vontade de começar a meter novamente enquanto lambia minha porra nela. Quando acabei ela vira pra mim e me chama de corno com uma voz doce e suave. Que tesão do caralho! É algo absurdo, mas que me excita demais!

Ela mexe demais comigo! E cada dia que passa ela me surpreende mais!
Essa foi a única vez que ela fez isso.
Tenho vontade de ser corno! Mas morro de medo de ficar sem ela!
É um conflito muito louco que ainda vou aprender a lidar!
Enquanto isso, vamos fantasiando e brincando!

O mais gostoso não é ela fazer. É ela gostar de fazer quando faz e sentir prazer com isso!
Ver ela tendo prazer é o que mais me realiza!
É inexplicável o que ela me faz sentir!
E quero mais!

Contos relacionados

Comentários

© 2019 - X Contos Eroticos