X Contos Eroticos » Fetiches » Balada da encoxada

Balada da encoxada

  • 18 de julho de 2019
  • 1159 views

Essa já faz tempo, eu devia ter uns 23 ou 24 anos. Fui com uns amigos a uma festa open bar, já sai de casa com a intenção de não beber muito pra pegar a mulherada.

disksexo

Chegamos eu tomei algumas pra dar uma animada e comecei a andar pela festa, musica alta, todo mundo se divertindo, pareci em frente ao palco e fiquei por ali, já tinha algumas meninas bêbadas por ali, e eu comecei a me aproveitar.

Como já estava lotado e a mulherada já bem animada, resolvi dar umas encoxadas, era o ambiente perfeito pra isso, muito aperto e muita bebida. A maioria das meninas estavam curtindo as encoxadas, vez ou outra alguma reclamava, mas no geral tava tudo ok, aquelas delicias de saia curta se esfregando no meu pau duríssimo, teve um grupinho de umas 3 que ficaram até revezando, cada hora uma aproveitava um pouco.

Já no embalo das encoxadas eu aproveitei e fiquei com algumas, como a bebedeira corria solta não estava sendo difícil aquele dia. Então me posicionei atrás de mais uma, que deveria ter uns 18/19 anos, ou menos até, era bem novinha, enquanto ela estava rebolando ao som da musica, começou a se esfregar em mim, meu pau ficou duro bem rápido, e ela continuou, então peguei ela pela cintura e pressionei bem na raba dela, a safada olhou pra trás deu um sorrisinho e já veio me beijando, demos um amasso bom ali msmo.

A safadinha me pegou pela mão e me puxou para sair dali, fomo pra um canto bem escuro, e ela já foi logo pegando no meu pau. Ela abriu o zíper da minha bermuda e tirou meu pau pra fora, deu uma punhetada e encaixou a bunda, e ficamos nessa encoxada, nisso eu ja pegava nos peitinhos dela, mordia sua orelha e seu pescoço, ela não parava de sarrar no meu pau. Aproveitei que ela estava com uma saia minúscula e levantei, sarrando meu pau direto na sua bundinha, ela pegou meu pau e colocou bem no reguinho, e ficou ali forçando a bucetinha nela, ficamos um bom tempo assim, até que eu disse que ia gozar, ela tirou meu pau do seu rego, e encaixou na bundina, e fazia movimento de vai e vem, como se eu tivesse comendo aquele cuzinho, esporrei naquela raba toda. Ela guardou meu pau, baixou a saia, se recompôs, me deu um beijo virou e foi embora. Não vi mais a safada, mas foi uma bela encoxada, não soube seu nome, nem sua idade, nada.

Peguei mais algumas, dei mais umas encoxadas e assim terminou a balada.

Pras meninas que quiserem bater um papo mandem e-mail: [email protected]

Contos relacionados

Comentários

2 comentários para “Conto Gay – Cuzinho arrebentado sem dó

  1. Alec • 24 de janeiro de 2019

    Pqp um dos melhores contos que já li.Sua esposa deve ser aquela bonitas novinhas e fogosas.Parabéns pela sua atitude.Eu simples mortal que já transei com casais e hj estou com 46 anos provavelmente nunca terei uma.chance com.uma.safada gostosa feito sua esposa mas Se quiser e puder manda uma imagem.dela pra mim do corpo não precisa ser do rosto.E maridos corninho também,noivos e namorados.Vc deveria come la de vez em.qd é muito tesão.
    Onze nove cinco dois sete três meia dois quatro três
    More o claro 46 anos ativo para o casal simples educado honesto sigiloso discreto 18cm de rola sou de SP da região do ABC Paulista

  2. homem • 18 de fevereiro de 2019

    OLá a todos.Procuro mulher fogosa ou casal cujo marido tenha vontade de ver sua amada transando comigo.
    Moro no interior de sp onde tenho local discreto mas posso ir até vocês
    Não quero sexo virtual, prostituição ou drogas.
    Quero conhecer vocês para quem sabe proporcionar prazer mútuo, de forma educada, amigável e discreta, com higiene e segurança?
    [email protected]
    contato inicial somente pelo e mail acima
    Aguardo resposta.
    Ser encoxada dá tesão, mas a mulher tem que gozar gostoso depois
    ​​​​​​​Bjs

© 2019 - X Contos Eroticos