X Contos Eroticos » Orgias » Minha Mulher Gostosa e Vadia, dando a buceta na Orgia

Minha Mulher Gostosa e Vadia, dando a buceta na Orgia

  • 20 de maio de 2024
  • 229 views

Bom, depois de ler alguns contos para minha mulher, sabendo de várias putarias que Ela já fez, Eu a convenci de escrever um conto. ES aqui, o primeiro conto da minha Mulher, depois virão outros…

Um dia, minha amiga Lú, resolveu fazer uma festinha em sua casa, cujo o tema era festa livre. Pediu para que todas as convidadas fossem com a melhor Lange ri. Não compreendi bem, no início, mas muito curiosa… Assim fiz, comprei uma calcinha bem safadinha, aberta na frente e um sutiã que desse bastante volume aos meus pequenos seios, também com abertura, deixando somente os bicos pra fora. Coloquei um vestidinho preto, com fecho de cima até em baixo, usei a melhor fragrância e caprichei no visual.

Logo que cheguei, fiquei um tanto assustada, parecia “clube das mulheres”. Cheio de homens maravilhosos, super gostosos, todos dançando só de cuecas. Apesar de assustada, me senti ainda mais curiosa para saber como seria aquela festa. Confesso que era um sonho, todos aqueles homens fazendo strip. Já me sentia excitada, sentia minha calcinha molhadinha…

Ao ser recebida por minha amiga, fui avisada que, para entrar, teria que tirar o vestido, ainda bem que Ela me avisou sobre a Lange ri. Fiquei um pouco acanhada, mas novamente a curiosidade me venceu… Tantos homens super gostosos na minha frente. Foi só começa a tomar um vinho que comecei a relaxar, um já me puxou pra dançar, depois outro vinha e se roçava em mim, nossa que tesão. Eu passava as mãos neles, apertava o pau de cada um que chegasse e eles passando a mão na minha xoxota e na minha bunda, alguns se aproveitavam para chupar o bico do meu peito, que delícia. Até que chegou um super pau grande e me levou pro canto e começou a chupar meu peito, tão gostoso, jamais senti aquela sensação antes, quando percebi, escorria um liquido em minhas pernas, Ele percebeu e foi abaixando-se e me chupando, passando sua língua nas minhas pernas, por onde meu gozo escorria.
Chupou deliciosamente a minha boceta, meteu a língua lá dentro, me fez gozar em sua boca e me deixou louca de tesão, Eu comecei a chupar o pau dele, ou melhor, deles, foram vários botando o pau pra Eu chupar. Que vontade de deixar eles meterem na minha boceta. Mas a ordem era não meter, o que só era permitido após meia noite.

Aquilo me excitava ainda mais, mas o tema da festa era ninguém é de ninguém. Então tive que me contentar com oito ou nove, já nem sei mais quantos, homens me chuparam e eu chupei… Um melhor que outro me chupando, um jogou cerveja no meu corpo todo pra me chupar melhor. Outro lambuzava doce em mim e nas outras meninas para chupar com vontade todas nós.

A essa altura, minha boceta estava completamente inchada, de tanta chupada e de algumas mordidas que recebi no meu grelo. De repente, aos poucos, percebi que a festa foi ficando vazia, algumas pessoas tinham ido embora. Mas Eu não poderia sair da festa sem colocar um pau daqueles dentro da minha xoxota, mesmo já tendo gozado umas quatro vezes, me segurei e fiquei até meia noite. De longe minha amiga acenava pra mim, fui verificar o que Ela queria, ao passar pela porta do quarto, onde ela estava, com mais duas meninas, fui puxada pra dentro, estavam mais seis homens.

Rapidamente tiraram minha roupa e já foram metendo em mim… Enquanto um metia, eu chupava outros dois, até três. Eles se revezavam. Uns metiam um pouco na minha xoxota e outros colocavam o pau na minha boca. Um com pau grosso, outro com pau fino, um com pau enorme e outro com pau pequeno.
Experimentei todos, todos meteram na minha boceta e na minha boca. Eles nos colocaram, eu e as meninas, de quatro na cama e vinham metendo um pouco em cada uma de nós. E colocando o pau em nossas bocas, por um momento coloquei dois paus deliciosos na minha boca, enquanto outros se revezavam para meter em nossas bucetas.

Nossa que foda deliciosa, que putaria gostosa, fodi tanto… De repente foi uma cachoeira de leite jorrando sobre nós, muito leite. Alguns batiam em nossas bundas, outros puxavam nossos cabelos, uns até gozaram dentro de minha boceta, super delicioso. Eu gozava mais ainda, fiquei toda encharcada de leite, muito leite gostoso, na minha cara, na minha bunda, na minha boceta, hummmmmmmmm… Que homens maravilhosos, que dia bom, que festa inesquecível!
– Então, pena que quando conheci minha mulher ela já não quer mais fazer putarias. Adoaria pegá-la cheia de leitinhos. Mas teve o dia em que ele transou com pai e filho. Quando Ela me contar eu conto.

Contos relacionados

© 2024 - X Contos Eroticos