X Contos Eroticos » Corno » Marido trabalhando e a esposa metendo

Marido trabalhando e a esposa metendo

  • 10 de fevereiro de 2019
  • 2023 views

Uma viagem meio a negócios meio a laser casal foi para um hotel a beira da praia. Lá depois de se instalarem numa suite por conta da empresa do marido, curtiram o finzinho do domingo à beira da piscina.
No dia seguinte o marido participaria de reuniões na sede da empresa enquanto a esposa ficaria descansando no hotel, por isso as 7:30 ele deixou o hotel com a expectativa de voltar às 17:00 e pegar uma piscina com a esposa.
Mais tarde ela foi pra piscina para um banho de sol e caprichar no bronze pro marido. A piscina estava vazia naquela manhã de segunda o que facilitou ficar mais à vontade. Colocou todo o biquini no meio da bunda, desamarrou a

disksexo

parte de cima e deitou-se semi nua, com as costas despidas e o tecido da parte debaixo bem enterradinho na bundinha. Passado alguns minutos, percebeu que na espreguiçadeira ao lado sentou-se alguém. Olhou de lado e era um homem bonito, sem camisa, corpo bem definido e super charmoso. Ela quase se levantou pra cumprimenta-lo mas só virou o rosto pra ele e sorriu. Ele retribuiu e puxou papo. Ela ainda deitada de bruços foi respondendo às perguntas e continuando a conversa com o galã. A conversa fluiu, a intimidade e a descontração aumentaram, e ela procurou a toalha pra tentar se cobrir e virar mas não a viu em volta e o cara muito malandro disse pra ela “e agora, aproveito a situação pra ver os seios de uma mulher linda ou vou atrás de uma toalha?” Ela sorriu acanhada e respondeu, “tenho certeza que vc já viu outros seios mais bonitos”, ao que ele respondeu de imediato: “só tem um jeito de saber!!!” Ela, instintivamente, e até hoje não sabe com que coragem, levantou-se com os dois seios a mostra, os exibiu pro novo amigo. Foi muito rápido, mas o suficiente para o cara chama-la para uma bebida no bar. Ela aceitou e, ele passando a mão em sua cintura, a conduziu até o bar da piscina. Os dois se sentaram no balcão e conversaram durante algum tempo. Um drink atrás do outro a conversa fluía cada vez melhor. Quando ela se deu conta faltava apenas uma hora pro marido chegar, e ela num susto disse que tinha que subir, levantou-se e foi saindo do bar, parou assustada e voltou pra trás, esquecera de pagar, qdo chegou ao balcão o cara já tinha pago e disse que a acompanharia até o andar… Ela nem pensou em recusar e ao entrarem no elevador agarrou o cara e lhe deu um beijo molhado e excitante enquanto sentia a mão dele entrar dentro do biquini e os dedos se afogarem em sua bocetinha encharcada. Ela enfiou a mão dentro do shorts do cara e sentiu as veias do pau duro do dele, apalpou, seguiu até as bolas massageou e se contorceu com os beijos em seu pescoço. delirava de prazer até o elevador parar e abrir a porta para o deleite de quem estava do lado de fora.
Quando o elevador abriu ela ainda tentava se recompor e quase conseguiu se não fosse parte do seio direito à mostra, e o pau duro do cara tentando se acomodar dentro do shorts. Por sorte do lado de fora era só o assessorista, e o casal passou por ele rindo e foram direto pro quarto.
Ao entrarem, o cara imediatamente a colocou de joelhos e tiro o pau pra fora. Ela mamou na rola do novo conhecido sem nem mesmo saber o nome dele. em seguida, ele tirou a calcinha do biquini e a marquinha do sol deixava um desenho perfeito que levava até uma bocetinha depilada e a espera de rola. Ele beijou aquela delícia até arrancar suspiros dela. Ele meteu a rola nela. Ela Gemia e pedia mais pica e ele dava o que ela queria. Ele estava bombando no meio das pernas dela, quando escutaram a fechadura da porta. Ela sufocou o gemido e o cara parou os movimentos, e ela procurou o celular pra ver as horas. Eram 17 horas e o cara num pulo pra trás tirou a rola de dentro dela. Os dois escutaram o mover da fechadura novamente e pensavam no que fazer. Com a adrenalina e o desejo eles não perceberam a hora passar e o marido chegara ao hotel no exato momento em que sua esposa era fodida por um estranho.
Para sorte dos dois, a chave eletrônica do marido não conseguiu abrir a porta e ele teve que voltar à recepção para remagnetizar. Quando o cara percebeu que tinha mais alguns minutos agarrou ela novamente e meteu na boceta ainda molhada. Segurava as pernas dela e a fodia como uma vagabunda. Meteu fundo até explodir um gozo dentro da boceta enquanto ela gemia e pedia pra não gozar dentro. Quando terminou, vestiu novamente a bermuda, deu um beijo na boca da esposa puta e saiu do quarto. Ao se aproximar do elevador deu de cara com o marido que acabara de chegar ao andar. O marido percebeu o volume no shorts do cara e ainda fez algum tipo de piada sobre uma noite agitada, e depois seguiu pelo corredor em direção ao quarto.
Depois que o cartão abriu a porta, o marido viu a esposa deitada na cama de biquini. Ela tinha acabado de colocar a calcinha e a porra ainda escorria de dentro dela. O marido chegou empolgado e rindo do cara que acabara de encontrar o elevador. Sentiu um cheiro de sexo mas não deu importância. Chamou a mulher pra ir pra piscina e os dois desceram pra um último mergulho antes de anoitecer. Desceram e novamente encontraram o cara, o marido disfarçadamente falou no ouvido da mulher que aquele era o cara do pau duro do elevador, ela riu, cinicamente enquanto ainda sentia o gosto do pau do cara na boca. Eles ficaram em volta da piscina mas não entraram na água. A mulher não parava de pensar na transa da tarde e queria mais rola, por isso depois de algum tempo chamou o marido pro quarto pq queria dar. Chegando lá recebeu a rola do marido ainda com a porra do desconhecido dentro dela. Meteu com o marido pensando em como faria pra dar pro desconhecido no dia seguinte….

Contos relacionados

Comentários

© 2019 - X Contos Eroticos