X Contos Eroticos » Orgias » Putaria no Inner Club

Putaria no Inner Club

  • 22 de agosto de 2022
  • 2870 views

Olá meus amores Fui pra São Paulo com meu marido a negócios e aproveitei pra ir numa feira de produtos eróticos. Como de costume acabamos indo na INNER.
Era uma sexta feira, chegamos por volta das 11 hs, a casa já estava cheia, muita gente bonita, tanto homens quanto mulheres, todas vestidas com muita sensualidade.
Eu não ficava atrás dentro do meu vestidinho vermelho colado no corpo, com um decote bem generoso. Por onde eu passava era cortejada por homens e mulheres, isso me deixava muito excitada.
Sentamos em uma mesa próxima a pista de dança, ficamos ali vendo o movimento e procurando algum casal “interessante”.

Tomei duas caipirinhas, já estava bem solta, chamei meu marido pra dar uma volta e fomos no labirinto. (pra quem nao conhece, é um corredor, sinuoso, escuro, estreito onde nao consegue passar duas pessoas ao mesmo tempo sem uma tocar a outra)
Meu marido na frente, eu de mãos dadas com ele indo atrás, claro q nessa posição eu era constantemente apalpada na bunda, nos meus seios por todas as pessoas que passavam por nós.
Eu nem falava pro meu corninho, curtia aquele momento só pra mim e isso me excitava ainda mais, minha buceta estava molhadinha.

Demos uma passada na sala coletiva onde vários casais metiam um ao lado do outro, mas logo saímos. Entramos na ala do “vale tudo”, ali o exibicionismo é escancarado, vi vários homens totalmente pelados exibindo seus cacetes, mas nao tive coragem de me aproximar para fazermos um A3. Agora minha buceta escorria pelas minhas pernas, peguei meu marido pelas mãos e sai dali levando-o diretamente para a ala onde tem o ônibus e as cabines glory role. Ali fica concentrado a maioria dos homens “solteiros” (que entram sem companhia na INNER).

Demos uma volta me exibindo, ao mesmo tempo vendo os machos disponíveis pra mim. Quando vi alguns interessantes, entrei em uma cabine com o meu marido, mal ele fechou a porta, surgiu pelos buracos na parede duas mãos a procura do meu corpo. Eram mãos firmes, bonitas.
Falei pro meu marido,,….olha corninho já estão pegando nos meus seios ,encostei ainda mais na parede e senti algo duro na minha bunda, levei uma mão para trás e achei um cacete duro. Era um belo cacete, comecei a punheta-lo e foi ficando ainda maior.

Meu marido olhava tudo e já estava com seu cacete na mão, abaixei e comecei a bater uma punheta olhando bem de perto aquele cacete, falei pro meu marido………….quero chupar, vc deixa? Meu corninho acenou com a cabeça permitindo e eu cai de boca, chupei, chupei, chupei …nossa como ficou lindo aquele pau!!!!!!
meu marido me vendo ali chupando, me fez ficar de quatro e meteu seu cacete por trás na minha buceta de uma vez. Entrou facilmente pois escorria meu liquido pelas minhas pernas……….nossa que delicia chupar um estranho e ao mesmo tempo sendo comida pelo meu corninho.
Logo meu marido parou pra nao gozar e me deixou ali mamando, pegou seu celular e tirou umas fotos da putinha dele.

Meu macho oculto me deu uma camisinha, coloquei no seu cacete, me virei e coloquei seu pau na minha buceta,……… ai que delicia, dei gostoso pro macho, bombou muito, bombou forte, e segurando nas minhas ancas gozou muito dentro da minha buceta enchendo sua camisinha.
Logo retirou seu cacete do buraco e foi embora, eu abracei meu marido agradecendo mas nem deu tempo, outro macho já estava com suas mãos procurando meu corpo. Falei isso pro meu marido e ele me mandou aproveitar.
Olhei aquelas mãos e vi que se tratava de um mulato, ai minha buceta ficou mais em sopa ainda. Eu nao havia gozado e agora tinha a esperança de encontrar um cacete digno de um mulato. Fui verificar o tamanho e encontrei um falo ainda mole mas que já era maior e mais grosso do que o pau do meu marido duro.

Adorei, senti que iria me realizar e não perdi tempo, agachei e comecei a mamar gostoso. Aquele cacete foi crescendo na minha boca e a cada hora que eu tirava da boca ficava mais difícil de recolocar
Mostrei pro meu marido que ficou de boca aberta com o tamanho e a grossura daquela vara. Era tudo que eu e 99% das mulheres sempre sonhou.
Não podia perder aquela oportunidade e já fui colocando a camisinha e encaixando aquela tora na minha buceta. Nem pedi permissão pro meu marido com medo dele nao deixar, rsrsrsrsr
Meu mulato sabia meter muito bem, foi metendo aquele cacete com muita sabedoria ao mesmo tempo q sua mão bolinava meu clítoris, eu gemia muito alto e pedia pra ele bombar com força pq eu precisava gozar.

Meu mulato atendeu meu pedido, segurava meu quadril bem firme com as duas mãos e metia o caralho com força …. sem dó…. eu já estava em transe , tive vários espasmos de gozo. Quando estava no meu melhor, ele tira da minha buceta e tenta colocar no meu rabo, eu tentei sair mas ele me segurava. Falei pra ele que no cu nao pois era muito grande. Meu marido vendo q ele estava tentando penetrar meu cu, veio ate mim, colocou seu cacete na minha boca e falou………….fica com a boca cheia pra nao gritar pq vc vai levar essa vara no cu sim.
Com suas duas mãos abriu bem minhas nádegas, deu uma cuspida e mandou o mulato ir colocando bem devagar.
Nossaaaaaaa, fui sentindo aquele mastro entrando. Entrou a cabeça e o mulato parou pra eu acostumar. Ele era um mestre na arte de meter, sabia comer um cu, metia com muita delicadeza, foi colocando mais um pouco e eu ali com a boca cheia só resmungava de dor.

Aos poucos entrou tudo e apos eu acostumar com aquela rola, ele passou a bombar bem devagar………a dor foi dando lugar ao tesão. Meu clítoris estava inchado, duro, eu me masturbava com uma das minhas mãos.
Peguei a mão do meu marido e coloquei no meu clítoris pra ele sentir o quanto eu estava excitada.
Ele ficou ali mexendo no clítoris, colocava dois dedos na minha buceta e sentia o mastro enterrado no meu cu. Perguntou se eu estava gostando e eu disse que estava amando, que nunca tinha aproveitado uma foda desse jeito. Que já tinha gozado três vezes, que não estava aguentando mais, e iria gozar mais uma vez.
Nisso meu mulato despejou toda sua gala dentro do meu cu, senti sua camisinha ficar cheia, logo ele retirou do meu rabo.

Eu nao deixei ele retirar seu cacete do buraco, imediatamente retirei sua camisinha, dei para meu corninho dar um nó, e fui limpar aquele cacete com minha boca, queria provar o gostinho daquela porra, chupei e deixei limpinho, só depois dei um beijinho e soltei aquele cacete q logo saiu do buraco.
Fiquei em pé para agradecer meu corninho por ter me proporcionado aquela experiencia magnifica , dei um belo beijo de língua nele deixando ele tbm sentir o gosto da porra do mulato.

Ele nem teve tempo de tentar desviar sua boca e após me beijar perguntou se eu tinha gostado.
Ai como amo meu corninho……..falei pra ele que adorava ir na INNER e poder meter com vários homens sem ao menos saber quem eram, que isso era bom demais e que eu queria mais…..falei isso pq sentia uma mão na minha bunda, passando os dedos pelo meu cuzinho entrando dois dedos na minha buceta. Eu como uma vadia rebolava gostoso.
Meu marido percebeu o que estava acontecendo, eu estava completamente nua na cabine e rebolava como uma puta na mão direita do desconhecido que agora já tinha três dedos dentro da minha buceta, enquanto que com a mão esquerda o mesmo bolinava meus seios.

Ai que delicia lembrar disso, como é bom ver meu corno contente e ao mesmo tempo com ciumes da puta que ele tem em casa.
Eu adoro ser biscate pois sei q ele ama muito isso embora se faça de durão.
Bom gente, já que eu estava ali não poderia perder a oportunidade de ver que cacete iria aparecer pelo buraco. A surpresa veio logo……apareceu um cacete que jamais tinha visto na minha vida, ele era feio, digamos que muito feio, mas tinha uma grossura que me deu água na boca de vontade de ver se cabia na minha buceta.

Falei por meu marido……….olha isso amor, nao consigo fechar a mão nesse cacete, olha a grossura disso!!!!!!!!
Meu marido ficou perplexo qdo viu e falou…..anjo vc vai dar pra esse cara? Eu disse claro que não , eu nao vou aguentar ele na minha buceta, meu cu já está todo deflorado e agora me aparece uma jiboia dessa!!!!!!!, mas vou brincar um pouco com ele corninho, posso?
Cai de boca e comecei a chupar aquela aberração, a cada chupada ele ficava mais duro e inchava ainda mais formando um nó.(do tipo que forma no pau de um cachorro qdo ele engata na cachorra).
Confesso que foi me dando um tesão, uma vontade de tentar colocar aquilo dentro da minha buceta, quando fui surpreendida pelo meu corninho que disse:

Vc gosta de ser puta né, …….gosta de dar pra um cacetudo né, …….já fudeu seu cu com o mulato né, pois agora vai dar essa buceta pra esse monstro e ordenou para que eu colocasse camisinha no cara, ao mesmo tempo em que veio por trás de mim colocando seu cacete na minha buceta disse……………deixa eu comer um pouquinho essa buceta enquanto ela esta normal por que depois dele te comer vai parecer um poço.
Ele metia gostoso na minha buceta mas eu estava louca pra sentar no picão.
Meu marido tirou seu cacete, me virou rápido colocando minha bunda no buraco e mandou o cara meter.
O monstro enfiou com tudo e juro, saiu lagrimas dos meus olhos, eu gemia abraçada no meu maridinho…..falava que não iria entrar, que estava dilacerando minha buceta, meu corninho pedia pra eu relaxar q eu iria acostumar.
Quando o cara conseguiu colocar a parte grossa do seu cacete dentro da minha buceta, eu me senti uma verdadeira cadela sendo enrabada por um cachorro. Aquele nó entrou e ficou pulsando dentro da minha buceta.

Eu sentia ele jorrar toda sua porra na minha buceta, foram varias golfadas, sem exagerar, o dobro dos outros machos. Fiquei preocupada de estourar a camisinha e inundar minha buceta.
Fiquei tão enlouquecida de tesão com tantos machos um atras do outro, que tive espasmos de tesão…. entrei em transe…. gozei… voltei…. e de verdade nem sei o que senti mais. Me sentia uma vadia, cachorra, gostosa, delicia de puta. E pensava: Do jeito que meu maridinho corno gosta. Ele deve estar feliz de ver a puta dele dando para tantos macho num dia só.

Meu marido feliz da vida disse………agora minha vadia é uma verdadeira puta, esta com a buceta e o cu arrombado, e pra conferir meteu seu cacetinho no meu cú e em seguida na minha buceta, que entrou sem a menor resistencia, juro que nao senti e nem sabia se ele estava dentro do meu cu ou da minha buceta, mas como um bom corno ele bombou e adorou ver o estrago que o monstro tinha feito. Gozou forte inundando minha xana. Pela primeira vez naquela noite, senti uma porra quente em contato com pele do meu corpo, anestesiando as paredes internas da minha buceta. Gozei junto com ele de tanto tesão que eu estava.
Estava exausta, mais um cacete entrava pelo buraco, mas meu marido falou…..basta coloque seu vestido e vamos tomar uma água.
me recompus e fomos pra nossa mesa descansar. claro que teve mais, mas isso conto depois caso esse conto tenha no minimo 30 votos.
bjs meu amores.

Contos relacionados

Comentários

Uma resposta para “Transei com meu primo na sauna gay”

  1. Fabio disse:

    Q dlç de conto uma verdadeira putinha do geito q eu gosto muito safadinha me chama pá te fode gostoso bb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 - X Contos Eroticos