X Contos Eroticos » Bisexual » Minha amiga Bisexual Afim de Putaria

Minha amiga Bisexual Afim de Putaria

  • 24 de outubro de 2018
  • 1849 views

Essa é um conto erotico real, na época eu tinha 26 anos, morava em uma cidade e fazia faculdade em outra cidade, uns 55 km de distância, e muitas vezes eu ia de carro ou então com busão só de estudante.
Como disse, eu ia de carro todo sábado pra aula de manhã, durante a semana a aula era a noite, e nessa época eu namorava chamada Juliana que tive o previlégio de tirar o cabaço, tanto da buceta como do cú, era muito gostosa, ela tinha 18 anos nessa época e tinhamos 2 anos e pouco de namoro e já tinha liberdade dormir na casa dela de sexta e de sábado.

disksexo


Minha namorada tinha uma amiga que estudava na mesma faculdade, porém fazia um curso diferente ao meu, e com isso acabei ficando amigo dela tb, o nome dela era Jéssica, porém ela era bisexual, mas gostava muito mais de mulher do que homem, era quase uma lésbica.
Com o tempo, eu acaba indo de carro de sábado de manhã pra faculdade e acabava dando carona pra Jéssica, e fomos ficando mais intimos, rolava muito assunto de sexo, e ela falava muito que a Juliana era gostosa, e que ela pegaria fácil minha namorada, e eu claro, dizia que se a Juliana topasse eu não teria problema de deixar.
Até que um dia, acordei uns 10 minutos antes de tocar o dispertador na casa da Juliana, e resolvi dar uma metida com ela, mas logo tocou o dispertador e não tive tempo pra gozar e fiquei com muito tesão, sai correndo e peguei a Jéssica na casa dela pra dar carona pra ir pra faculdade, e no caminho ela começou a puxar assunto de sexo e eu falei pra Jéssica:
– Hoje vai ser foda, vc fica falando de sexo e eu não tava comendo a Juliana e não consegui gozar, to até de pau duro.
E apontei pro meu pau por cima da calça, dava pra ver o volume e ela falou assim:
– Nossa, vai estourar a calça ein, tadinho deve estar até doendo, se quiser pode tirar pra fora, eu não gosto de pau mesmo, meu negócio é chupar uma xana e vc sabe disso.
E nisso eu abri a calça e tirei pra fora, abri a calça e ziper, puxei a pele pra deixa a cabeçona bem exposta, eu não sou nenhum super dotado, tenho meus 19 a 20 cm, só que é bem grosso e ela olhou e falou.
– O que é isso ein?? A minha amiga está bem servida ein, deve estar com a buceta toda aberta, agora pra dar o cú pra vc, ela deve sofrer, coitada, não tem mais nenhuma prega, do jeito que eu gosto, kkkkkkk.
Nisso, fiquei com mais tesão ainda e falei pra ela.
– Que nada, não sofre mais não, o cú dela já tá acostumado, é só me ver que já fica todo abertinho.
E ela perguntou.
– E hoje, vc comeu o cú dela?
– Não, hoje não deu tempo, foi só na bucetinha.
– Por isso que seu pau tá todo melado?
– É, ela goza sempre um monte assim.
– Parece ser um gozo bem gostoso.
Nessa hora lembrei do dia que ela perguntou qual era o gosto da buceta da Juliana e disparei.
– Então, vc não queria saber o gosto outro dia, aproveita e cai de boca.
Ela deu risada e disse.
– Se minha amiga souber, acaba comigo.
– Mas não sou eu que vou contar né.
– Segredinho nosso ein, não vai contar pra ninguém.
– Claro que não né, se acha que sou louco de contar.
E nisso ela abaixou e começou a chupar e dizer.
– Nossa, muito gostoso, uma delícia, queria chupar direto da fonte, não vai gozar na minha boca ein, não gosto de porra de homem, só mulher.
– Tá, pode deixar, eu aviso.
Claro que eu não ia avisar, só pra ver, e acabei gozando e segurando a cabeça dela pra não tirar a boca, e ela nem acabou saindo tb, acho que no fundo ela queria porra de homem tb, mas depois de engolir tudo e limpar meu pau com a boca, ela levantou e disse.
– Seu Filho da Puta, eu falei pra não gozar na minha boca, a próxima vez eu enfio 2 dedos no seu cú.
E veio e me deu um beijo na boca, acabei sentindo o gosto da minha própria porra na boca, e acabamos rindo, e ela ainda disse.
– Sábado que vem quero sentir o gosto do cú da Juliana ein, dá um jeito. Será que vc não consegue tirar uma foto do celular pra eu ver?
– Vou tentar, não prometo.
E assim, passei a semana toda pensando como iria ser no sábado, quando na quarta feira, estava na sala eu, a Juliana e a Jéssica, quando a Juliana fala assim.
– Jéssica, vc podia dormir aqui na sexta feira, meus pais vão estar viajando esse final de semana, ai vc e Ro (esse sou eu), já acordão e vão pra faculdade direto.
E a Jéssica falou:
– Mas vou ficar de vela?
E a Juliana respondeu:
– Que nada, vamos ter o final de semana todo pra namorar, kkkk.
E eu ali, já pensando mil coisas pra tentar fazer, e depois no ônibus a Jéssica sentou do meu lado e falou.
– Sexta feira, vc vai fuder a Juliana, e de vez em quando eu vc vai sair do quarto que eu quero te chupar pra sentir o gostinho dela.
Chegou sexta feira, depois da faculdade, chegamos na casa da Juliana, como combinados antes, a Jéssica falou que ia fazer uma caipirinha, fez um copão e ficava rodando esse copão entre nós 3, e eu e Jéssica ficava enrolando pra beber e Juliana praticamente tomou tudo sozinha, e foram feitos mais 3 copos desses, minha namorada é fraca pra bebida, já ficou toda mole, e era hora de ir pro quarto de casal dos pais dela, fechei a porta, e Jéssica foi dormir no quarto da Juliana, bom, comi a Juliana até ela gozar no meu pau, gozou muito e cai já quase desmaiando por causa da bebida, e falei que ia no banheiro e que ia voltar pra comer o cú dela, ela nem se importou. Quando sai, fui no quarto da Jéssica e ela tava na cama, só de camiseta, esfregando a buceta, olhei pra ela e falei:
– Aqui, vem chupar que tá fresquinho de gozo da Juliana, mas quero sentir o gosto da sua buceta tb.
– Deixa eu chupar primeiro, depois vc me chupa um pouquinho.
Ela chupou e perguntou.
– Como ela tá lá? Vc já comeu o cú dela?
– Tá desmaiada, e vou comer o cú dela daqui a pouco.
– Deixa a porta aberta, quero ver viu.
E ela terminou de me chupar, deixou meu pau limpinho e falou.
– Vc vai me chupar a buceta, esfrega bem essa boca e mete depois seu pau em mim, a hora que vc voltar lá, dá um beijo na boca dela e enfia o seu pau na boca dela com meu gozo, quero que ela chupa minha buceta de tabela.
Fiz isso, voltei pro quarto, minha namorada estava capotada na cama, dei um beijo de lingua nela e depois enfiei meu pau todo babado da beceta da Jéssica na boca dela, mas ela mau chupava, tava toda bêbada, nem conseguia acordar, mas mesmo assim, virei ela de bunda pra porta, e olhei na porta meio aberta, tava a Jéssica olhando tudo e batendo uma siririca, lambi muito o cú da Jéssica, e ela desmaiada, a hora que vou enfiar meu pau, vejo a Jéssica agaichada bem do meu lado, pertinho da amiga, peguei e meti no cú da Juliana, dei algumas bombadas e tirei meu pau, Jéssica fez sinal pra dar pra ela chupar, e eu dei, enquanto ela me chupava, eu enfiava a lingua no cú da Juliana pra ela não sentir falta do meu pau, embora estivesse desmaiada, e depois voltei a meter, a Jéssica começou a segura a base do meu pau, e me afastou, tirou do cú da amiga e chupou o cú da amiga, aquilo foi demais, gozei tudo na bunda e na cara da Jéssica, a Jéssica olhou pra mim como se quisesse dizer, vc estragou a brincadeira, e saiu de mansinho, e foi pro quarto, fui no ouvida da Juliana e disse que ia pegar papel pra limpar ela e me limpar, ela nem respondeu, sai do quarto e vi Jéssica esperando do lado de fora do quarto e disse:
– Porra, vc tinha que gozar bem na hora que eu tava chupando ela?
-Não deu pra segurar
– Vou querer denovo.
– Vou precisar me animar pra poder ir denovo.
– Ah é, e se eu te falar que estou doida pra vc comer cú bem gostoso?
– Abaixa aqui, termina de limpar meu pau.
Ela abaixou e chupou até limpar e ficar duro denovo, coloquei ela de quatro no corredor do quarto e chupei o cú dela e comecei a soca o cú dela, e pra minha surpresa, o cú dela era muito largo, achei que ia ter trabalho, ela urrou, tive até que parar por ficar com medo da Juliana acordar, e depois a Jéssica me falou que tinha virado bisexual pq não gostava de dar a buceta, mas o cú ela gozava muito e que sempre se masturbava enfiando tudo de desodorante, cabo de escova de cabelo, que arrombava mesmo o cú, por isso ser tão largo, meti muito, e acabei gozando dentro do cú dela, e ela olhou pra mim e disse:
– Não era pra gozar né, como vc vai voltar comer a Juliana?
– Vem comigo.
Entrei devolta no quarto, Juliana desmaiada, deitada de ladinho na cama, peguei meu pau gozado e com gosto do cú da Jéssica e enfiei ele meio mole na boca da juliana, ela nem chupou, eu só dei umas socadinhas na boca, só pra ela chupar o cú da Jéssica de tabela, depois desci e chupei um pouco da buceta da Juliana, ai sai e falei pra Jéssica.
– É toda sua.
A Jéssica caiu de boca e ficou chupando horas, deiteiu do lado a Juliana e dormi, acordei no outro dia com a Juliana dormindo do lado, nós dois pelados e a Jéssica dormindo no outro quarto, claro, perdi a hora, a Juliana tb acordou e só disse.
– Nossa parece que passou um trator emcima de mim, tô toda melada.
Ai pensei comigo, o que será que a Jéssica acabou fazendo depois que eu dormi?

Agora segue 2 fotos, uma da bunda da Juliana, depois que tirei o pau do cú dela, e outra da Jéssica, depois que tirei o pau do cú dela tb, a minha namorada não desconfia de nada, e acha que a amiga só gosta mesmo de mulher, que nunca iria se meter comigo, e eu continuo dando carona, comendo o cú da Jéssica e comendo minha namorada.

Contos relacionados

Comentários

1 comentário para “Minha esposa e seu garanhão roludo

  1. Lucas • 25 de novembro de 2018

    Quero tando uma casada assim tenho 19cm de pica zap085989659871

© 2019 - X Contos Eroticos