X Contos Eroticos » Fetiches » Meu gerente me comeu gostoso

Meu gerente me comeu gostoso

  • 15 de outubro de 2023
  • 1039 views

Oi pessoal Flavinha novamente, após meu último relato, confesso que fiquei um pouco chateada com alguns comentários, gente torcendo para a esposa do meu amante descobrir, ou então para eu pegar uma doença. Chegaram a enviam mensagem inox me falando várias atrocidades.

Cheguei desistir de continuar escrevendo mas ao mesmo tempo algumas pessoas curtem muito nossos relatos, e até nos elogiam, na verdade me elogiam. Além do mais me da muito tesão ler os comentários legais e que me apoiam.

Enfim vamos ao relato.

Após nosso último relato ficamos umas 3 semanas sem nos vermos afinal de contas tivemos um fim de semana de muita putaria.

Sempre conversava com o Alex pelo WhatsApp, provocava ele demais praticamente todos os dias antes de ir para o trabalho mando um foto para ele com a lingerie que estou usando e com as roupas que estou vestindo para ir para a imobiliária.

Ele fica doido, sabe que eu adoro provocar e sempre me visto de forma provocante.

Aliás, além de viciada em sexo eu estou ficando viciada em provocar os homens, adoro a sensação de ser desejada e estar na imaginação de vários homens, saber que no final do dia alguns homens vão ficar pensando como seria me comer, nossa isso me deixa muito excitada. Então provoco mesmo, além das roupas que vão desde calcinhas fio dental diariamente, decotes generosos e roupas bem colada ou vestidinho levinho, tenho uma atitude muito sensual, sempre tocando os homens quando eu posso, dando abraços colocando a mão nos ombros enquanto converso e beijos no rosto bem melados. Mesmo que eu não tenha interesse em dar para alguns homens eu adoro provoca-los. O gerente da imobiliária por exemplo é um cara que eu adoro provocar, embora não tivesse nenhum interesse em dar para ele, ele sempre deu em cima de mim, mesmo antes desta minha mudança de atitude, ele me chamava para almoçar se oferecia para ir em visitas comigo. Agora então que eu vivo provocando ele fica doido, mas ele não faz meu tipo e eu também não pretendia dar para ninguém do trabalho, sei que a fofoca iria rolar solta. Chegava a dar dó da insistência dele, ele já tinha confessado para uma amiga do trabalho que era doido por mim, mas sabia que não ia rolar.

Mas falei tudo isso apenas para falar o quanto estou adorando provocar, mas um certo dia de tanto provocar acabei trocando os pés pelas mãos.

Moramos em um condomínio que adoro, somos muito discretos onde moramos para evitar comentários, mas está minha mania de provocar esta saindo do controle kakaka.

Todos os dia pela manhã acordo eu vou para a academia do prédio, sempre tem alguns vizinhos e vizinhas na academia, até minhas roupas de academia estão mais provocantes. Certo dia eu estava na academia e chegou um rapaz muito bonito na academia devia ter uns 30 anos branco, cabelos castanhos mais ou menos 1. 80 ele não era muito musculoso mas tinha um rosto muito bonito, ele perguntou se podia revesar os equipamentos de musculação comigo, falei que sem problemas. Eu nunca tinha visto ele no condomínio, então ele começou a puxar conversa e falou que ele era recém casado e que tinha pouco mais de um mês que tinha se mudado para o prédio, ficamos conversando e eu e claro provocando, dando risadas deixando ele ver meu decote propositadamente, porém naquele dia estava um calor infernal essas ondas de calor que tiveram no mês de setembro sabe.

Foi quando falei para ele que iria dar um mergulho na piscina e ele falou que também iria, eu ia colocar o maio que costumo usar piscina do condomínio mas naquele dia eu estava atentada, subi para o apartamento e coloquei um biquíni, que não era fio dental mas mostrava muita coisa.

Fiz a vídeo conferência com o Paulo que estava no trabalho e mostrei para ele o biquíni que eu tinha colocado para ir para a piscina e falei que iria provocar nosso novo vizinho mandei uma foto para o Alex e disse olha o que você perdeu, ele sunão respondeu. O Paulo me chamou de louca, mas me fez prometer que não iria dar para ele. Eu prometi.

Chega do na piscina nosso vizinho não disfarçou e ficou me secando, me elogiou falou que eu era uma mulher muito bonita e quando perguntou minha idade, eu falei 39 ele não acreditou, falou que eu estava melhor que a mulher dele que tem 28 anos. Sorri agradeci o elogio e ficamos jogando conversa fora, quando esse homem saiu da piscina eu me arrependi da promessa que fiz ao Paulo, ele estava com o pau duro, e pelo volume da sunga era maravilhoso.

Fiquei doida mesmo dentro da piscina me subiu um calor absurdo, mas me controlei.

Cheguei em casa e liguei para o Paulo, perguntei se ele podia voltar para casa? Ele perguntou porque? Eu disse que precisava meter já que provoquei demais o vizinho e fiquei cheia de tesão, ele falou que não podia, então liguei para meu amante na esperança de nos encontrarmos em algum motel, ele nem me atendeu, mandou uma mensagem dizendo que adorou a foto mas estava em uma reunião.

Já era quase 11: 00 da manhã peguei meu vibrador e gozei com ele, mas não fiquei satisfeita , eu queria ser comida, ter meus peitos chupados, cavalgar gostoso em uma rola, toda aquela provocações tinha se voltado contra mim.

Eu tive que me arrumar afinal de contas tinha plantão na imobiliária na parte da tarde, como estava muito calor coloquei uma calcinha minúscula e um vestido bem soltinho na altura do joelho, é claro que com um belo decote.

Cheguei na imobiliária o Adriano, meu gerente me comeu com os olhos como sempre, chamou e disse Flávia entrou um imóvel para cadastro você precisa ir lá para bater as fotos, o imóvel esta vazio, e as chaves estão na portaria do prédio, ele em mais uma tentativa perguntou quer que eu vá junto?

Eu estava com tanto tesão que olhei aquele homem de forma diferente e respondi que podia ser sim.

No caminho para o apartamento ficamos em silêncio ele parecia que não acreditava, chegamos fizemos as fotos e aí ele tomou coragem e começou a me elogiar e falar que o Paulo era um homem de sorte e toda aquela conversa de quem quer comer uma mulher.

Foi aí que eu disse a ele.

Adriano, sei que você morre de tesão em mim.

Ele sem acreditar disse:

E o que você acha disso?

Eu respondi: Hoje é o seu dia de sorte.

Meu tesão era tão grande que eu o agarrei e comecei a beijá-lo estava com tanto tesão que eu parecia uma cadela no cio, não é que eu queria dar para ele, eu queria dar.

Mas na verdade meu vizinho não saia da minha cabeça.

Tiramos as roupas ele estava muito nervoso, tive que meio que ir guiando ele, coloquei meus peitos em sua boca e fiz ele chupal-os até eu gozar, sentei ele no sofá e subi em cima dele, ver aquele homem que me desejava foi me dando um tesão maior ainda, ver a cara de satisfação dele foi me enlouquecendo, não que ele metia bem, na verdade ele era bem comum, mas saber que eu estava proporcionando tanto prazer a alguém me deixou louca, gozei gostoso, ele não demorou para gozar, mas eu estava que era fogo puro, não cheguei a chupar ele, ele logo estava duro, e transamos novamente e eu não tirava meu vizinho da cabeça imaginava aquele pau me devorando. Dei de quatro até ele gozar novamente.

O sexo não foi maravilhoso mas a sensação era.

Falei para ele que se ele contasse a alguém eu iria negar e falar que ele me assediava e que agora ele estava na minha mão, tadinho ele estava como que um adolescente apaixonado.

Me jurou que não ia contar para ninguem.

A noite ao chegar em casa contei para o Paulo ele ficou doido, ficou com um pouco de receio mas eu disse que o Adriano estava na minha mão.

Como ainda não estava satisfeita o Paulo me comeu deliciosamente.

Ao terminarmos falei para ele que queria dar para o vizinho. Ficamos de bolar um plano para não dar ruim no condomínio.

Minha coleção de homens na para de crescer e eu estou adorando virar esta puta.

Contos relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2023 - X Contos Eroticos