X Contos Eroticos » Fetiches » Dedando coroa gostosa no metrô

Dedando coroa gostosa no metrô

  • 8 de maio de 2019
  • 1681 views

Olá colegas, venho aqui com mais um conto de encoxada. Como ja disse meus contos são verdadeiros.

disksexo

Para quem não me conhece ainda vou me descrever… Tenho 1,80 de altura com 84 kg, corpo sarato, barriga tanquinho, ombros largos, coxas grossas, alias pratico muitos esportes, sou mestiço a japonês, porem muito bem servido com 21cm com um pau moreno, grosso, nervudo, cabeca vermelha todo raspadinho…

Está semana vindo trabalha por volta das 19hs( trabalho de noite) peguei metro na sé sentido Itaquera. Para quem conhece SP sabe como é lotado este horário. Porém neste dia estava mais suave, mas logo na fila para pegar o metro notei uma morena, com mais ou menos 35 anos, rabuda, muito gostosa. Com calca legging, blusinha colada, parecia conjunto, salto alto e baton vermelho. Confesso que parecia uma puta, porem com cara séria de madame, nem me deu bola.

Entramos no metro, ela foi para um lado e eu para o outro, mas mesmo assim continuei a encara-la. Ela só me ignorava mexendo em seu celular, com idas e vindas de pessoas, acabei ficando ao seu lado encostado na porta, ela em meu lado direito encostada na parede de lado para mim com sua bolsa para frente. Eu fiquei próximo, mas sem tentar nada, metro não estava lotado e ela parecia não me dar bola.
Quando que ela começou a se vira um pouquinho de lado, empinando sua bunda para meu lado e pos sua bolsa mais pra o meu lado encostando em mim, logo na primeira freiada sua bunda roçou na minha coxa e continuou roçando. Eu notei que a cachorra queria sentir meu corpo junto ao dela. Porem era impossível encoxa-la, não só pela posição, mas pq o metro nao estava lotado. Eu ouvia música com fone pelo celular. Coloquei o celular no bolso direito e pus minha mão com o dedão no bolso e o resto para fora alisando sua bunda, minha mão estava coberto por sua bolsa que ela mesma posicionou ali.

Ela continuava imóvel, apenas indo e vindo com o balanço do metro. Logo virei a mão e comecei a alisar sua bunda de mão cheia, e ela nem ai, olhava para os lados, mas nenhuma reaccao a mim. Mesmo sendo obvio que tinha seu consentimento pelas suas atitudes, eu estava suando frio, nervoso, frio na barriga, ate tremia. Tentava controlar a minha ereção para na o me destacar ja que estava de calca moleton. Mas meu pau mesmo meio bomba fazia um bom volume, alias 21cm não é pouca coisa rsrs.

Havia um rapaz do meu lado esquerdo encostada na porta também, ele se afastou da porta de um angulo que conseguia ver tudo, nao tirava os olhos, deve que também estava morrendo de tesão, vendo eu pegar na raba daquela coroa gostosa.

Fui ousando mais, descendo a mão até seu vizinho, alisando de leve com o dedo do meio, quando comecei a tocar vi que uma moça sentada a nossa frente parecia notar tudo, olhava para mim e o volume da minha calça, talvez também gostando do que via. Porém a coroa safada que deixar eu dedar ela, talvez por ter notado que pessoas estavam vendo tudo, olhou para mim e sussurrou para eu parar… Com uma voz meio dengosa. Mas mesmo assim me assustei, como disse, há aquele medo de que a mulher faça um escanda-lo, ou que você esteja fazendo má interpretação de tudo. Em fim, tirei minha mão e meu coração batia forte, talvez por ser novo nessa experiência, como disse no meu conto anterior. Mas meu tesão era maior e passava ainda a mão de leve na bunda dela. Minha vontade era falar em seu ouvido para descer comido e eu enraba-la gostoso em algum lugar, mas a insegurança me deixava em má situação…

Logo cheguei na minha estação, pensei em seguir mais, só que o metro ja estava bem vazio e qualquer coisa que eu fizesse ficaria muito exposto. Ao desceu apertei forte a bunda dela, que nem esboçou reação.

Espero que tenham gostado, nao sei como pessoal relatao mssturbacao e ate mesmo sexo em transporte publico, nao sei se eh mentira ou se povo faz loucuras mesmo. Mas quem sabe um dia chego lá…

Contos relacionados

Comentários

© 2019 - X Contos Eroticos