X Contos Eroticos » Incesto » Tirando a virgindade do Meu Irmão

Tirando a virgindade do Meu Irmão

  • 6 de dezembro de 2018
  • 12193 views

Vou contar como tirei a virgindade do meu irmão, quando eramos novinhos. Meus pais compraram um terreno, mas não tinham dinheiro para construir uma casa grande, então construiram uma pequena casa de madeira, com apenas dois quartos, entao eu e meu irmão dividiamos o mesmo quarto, fomos crescendo, e eu comecei a me interessar pelos meninos, até que perdi minha virgindade muito novinha, com meu primo de 24 anos, desde então andava subindo pelas paredes de vontade de transar, mas nunca tinha olhado para meu irmão com outros olhos. o tempo foi passando e ele começou a tomar formas de homem, tinha um corpinho magro, porem definido, como dividiamos o quarto, sempre me troquei na frente dele, ficando muitas vezes nua, e comecei a notar que ele me olhava diferente.

Uma noite tinha uma tempestade muito forte, e como morria de medo de tempestade pulei pra cama dele e abracei ele por trás, alguma coisa acendeu meu tesão, e eu comecei a acariciar a barriga dele, ele estava só de cueca e eu de calcinha, pois estava quente demais, comecei a passar a mão por todo corpo dele até chegar no pau, e pra minha alegria estava duro feito uma pedra, acariciei por cima da cueca, até que me enchi de coragem e tirei pra fora e fiquei tocando uma punheta pra ele, mas aquilo não era o bastante pra mim, virei ele de barriga pra cima, meti o pau dele na minha boca, deixei todo molhadinho, fui pra cima dele, arredei minha calcinha e sentei com tudo, deixando ele

entrar inteirinho dentro de mim, eu perdi meu raciocinio, e rebolava igual uma profissional no pau dele, acho que pelo tezão que estavamos, nao demorou dez minutos para ele gozar, e quando senti ele enchendo meu utero de leitinho gozei muito, cheguei gritar, achei que meus pais tinham ouvido, mas acho que fomos salvos pelo barulho da chuva. Sai de cima dele e deitei totalmente satisfeita, ele me abraçou de conchinha e dormimos assim até de manhã. Depois deste dia nossa relação nunca mais foi a mesma, juntamos nossas duas camas de solteiro formando uma grande cama de casal, e, a tarde transava com meu primo, e a noite sempre dava um jeito, de “brincar” com meu irmão antes de dormir, depois de dois meses minha menstruação atrasou, e comecei a sentir enjoos, estava grávida, e não sabia quem era o pai, meu primo ou meu irmão.

Contos relacionados

Comentários

3 respostas para “Conto Gay – Cuzinho arrebentado sem dó”

  1. Alec disse:

    Pqp um dos melhores contos que já li.Sua esposa deve ser aquela bonitas novinhas e fogosas.Parabéns pela sua atitude.Eu simples mortal que já transei com casais e hj estou com 46 anos provavelmente nunca terei uma.chance com.uma.safada gostosa feito sua esposa mas Se quiser e puder manda uma imagem.dela pra mim do corpo não precisa ser do rosto.E maridos corninho também,noivos e namorados.Vc deveria come la de vez em.qd é muito tesão.
    Onze nove cinco dois sete três meia dois quatro três
    More o claro 46 anos ativo para o casal simples educado honesto sigiloso discreto 18cm de rola sou de SP da região do ABC Paulista

  2. homem disse:

    OLá a todos.Procuro mulher fogosa ou casal cujo marido tenha vontade de ver sua amada transando comigo.
    Moro no interior de sp onde tenho local discreto mas posso ir até vocês
    Não quero sexo virtual, prostituição ou drogas.
    Quero conhecer vocês para quem sabe proporcionar prazer mútuo, de forma educada, amigável e discreta, com higiene e segurança?
    [email protected]
    contato inicial somente pelo e mail acima
    Aguardo resposta.
    Ser encoxada dá tesão, mas a mulher tem que gozar gostoso depois
    ​​​​​​​Bjs

  3. Robert disse:

    Sou do Rio de janeiro e adoro foder casada na frente do matido, é só me chamar…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 - X Contos Eroticos